Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Sete anos de prisão para homem que violou jovem em festa académica em Braga

Sete anos de prisão para homem que violou jovem em festa académica em Braga
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal Judicial de Braga condenou hoje a sete anos de prisão um homem que agrediu e violou uma jovem durante uma festa académica promovida naquela cidade pela tuna da Universidade do Minho, em setembro de 2016.

O arguido, de 25 anos, foi condenado pelos crimes de violação, ofensas à integridade física e coação. O tribunal aplicou-lhe ainda a pena acessória de expulsão do país, por se encontrar em situação irregular em Portugal.

Terá também de pagar uma indemnização superior a 20 mil euros à vítima, por danos patrimoniais e não patrimoniais.

Os factos decorreram durante o chamado "arraial azeiteiro", uma festa promovida pela tuna da Universidade do Minho para promover a integração dos caloiros.

O arguido terá levado a vítima, então com 19 anos, até um local ermo, para a violar.

Perante a resistência da vítima, agrediu-a com murros e bofetadas, acabando por conseguir consumar os abusos sexuais.

A vítima terá estado "nas mãos" do arguido durante quatro horas, tendo sofrido lesões um pouco por todo o corpo.

Na altura dos factos, e segundo o acórdão, tanto o arguido como a vítima estavam embriagados.

O arguido veio para Portugal no ano letivo 2009-2010, para estudar, mas acabou por abandonar os estudos logo no primeiro ano, passando a dedicar-se a um "quotidiano ocioso", marcado por consumo de álcool e de droga.

Em tribunal, acabou por confessar a prática dos factos e mostrou-se arrependido.

A juíza presidente do coletivo sublinhou a "elevadíssima ilicitude" dos factos e as "prementes" necessidades de prevenção geral, lembrando que a Comissão Europeia e a ONU já classificaram a violência contra mulheres e crianças como "um problema de saúde pública e grave violação dos direitos humanos".

+ notícias: Norte

Mulher de 50 anos está desaparecida há três dias em Montalegre

Uma mulher com perturbações mentais está desaparecida há quatro dias. As buscas decorrem em Tourem, no concelho de Montalegre e estão a ser feitas pelas autoridades portuguesas e espanholas.

José Pinto da Costa inicia ano letivo da Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

A Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Viana do Castelo iniciou o ano letivo com uma conferência sobre ciência e saúde que contou com o professor catedrático e médico legista José Pinto da Costa como orador. O médico destacou a importância do cuidado com o doente para obter uma avaliação médica precisa do problema.

"Eu pensei que ia morrer": as memórias de quem sobreviveu

Em Vouzela mais de 80 por cento do concelho foi arrasado pelas chamas. A madrugada de segunda foi dramática para a população. Foram muitos os que ficaram sozinhos à mercê das chamas. As memórias ainda estão vivas e é difícil de descrever os momentos de afliçao.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"