Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Praia artificial de Mangualde fez "as pazes" com pessoas do concelho

| País
Porto Canal com Lusa

Mangualde, Viseu, 14 set (Lusa) -- A praia artificial de Mangualde fez este verão "as pazes" com as pessoas do concelho, que passaram a sentir este espaço como seu e a frequentá-lo mais, disse à agência Lusa o seu responsável, Paulo Arede.

Inaugurada em 2011, a praia artificial de água salgada foi promovida pela empresa Live it Well Events, que este ano cedeu o espaço a um grupo do setor da restauração de Mangualde.

"No ano passado já estávamos no espaço, mas só com a área de restauração. Este ano tomámos conta dele na totalidade. Investimos no aspeto, na apresentação, fizemos tudo para que as pessoas chegassem aqui e se sentissem bem", explicou Paulo Arede.

Segundo o empresário, "as pessoas de Mangualde passaram a usar este espaço muito mais do que nos outros anos", para o que terá contribuído o facto de apenas pagarem entrada para a área da praia propriamente dita.

"As pessoas vinham aqui para tomar um café ou jantar e tinham de pagar entrada. Isso deixou de existir e as pessoas passaram a frequentar muito mais o espaço", contou.

De 15 de junho até agora, cerca de 25 mil pessoas frequentaram a área da praia (a que obriga ao pagamento de entrada).

"Isso, gente pagante, a que conseguimos contabilizar. Mas, na área da restauração e da discoteca, foram muitas mais", frisou Paulo Arede, exemplificando que ainda no domingo estiveram 500 mulheres num jantar.

Na sua opinião, o facto de haver esse bilhete para todos os espaços fez "com que os visitantes se fossem afastando, porque no primeiro ano foram 300 mil, depois 150 mil, depois 100 mil, sempre a decair".

"Este ano apostámos na recuperação e, em termos de bilheteira, já ultrapassámos em seis ou sete mil euros o valor que foi feito no ano passado até 30 de setembro", referiu.

Segundo o empresário, as pessoas de Mangualde gostaram das alterações feitas este ano: "Apostámos na imagem, já há árvores cá dentro, as pessoas já podem trazer a sua comida e comer cá dentro".

Paulo Arede já tem várias ideias para dinamizar o verão do próximo ano, como atrair os utentes das instituições do concelho, depois de criar condições de mobilidade na praia.

O responsável explicou que "70% do dinheiro realizado na praia é feito no mês do agosto".

"Nos outros dois meses e meio só temos 30% da receita. Quero apostar na mobilidade para, nas épocas mortas, os utentes dos lares e dos centros de dia terem forma de irem à água", avançou, acrescentando que o espaço será disponibilizado "a um custo mais reduzido a todas as instituições".

Nos últimos anos, a Live it Well Events tinha direcionado a sua aposta para o mercado espanhol.

No ano da inauguração, em 2011, a praia artificial de Mangualde -- que representou um investimento de mais de 2,5 milhões de euros - recebeu 330 mil visitantes, um número que baixou para cerca de metade em 2012.

AMF // SSS

Lusa/fim

+ notícias: País

Motociclista morre em despiste na cidade das Caldas da Rainha

Um homem de 36 anos morreu este domingo num acidente de motociclo na cidade de Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, disse fonte dos Bombeiros Voluntários de Caldas da Rainha.

Incêndio na zona de Badajoz que mobilizou meios portugueses está extinto

O incêndio rural de grandes dimensões que lavrou este sábado na zona de Badajoz (Espanha) e que mobilizou meios portugueses, foi considerado extinto cerca das 15:00, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

Ordem dos Médicos averigua acesso indevido a dados de doentes no Hospital do Barreiro

A Ordem dos Médicos vai averiguar a alegada criação de falsos perfis médicos no Centro Hospitalar Barreiro Montijo que permite que profissionais não médicos acedam a processos clínicos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.