Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Governo quer fazer aprovar lei que proíbe jogos em dia de eleições

Governo quer fazer aprovar lei que proíbe jogos em dia de eleições
| Política
Porto Canal com Lusa

O Governo quer fazer aprovar uma lei que proíba jogos e espetáculos desportivos em dias de eleições, avança hoje o Diário de Notícias, citando uma fonte oficial do executivo.

A intenção do Governo em fazer aprovar uma lei que proíbe os jogos e espetáculos desportivos surge na sequência da marcação do jogo Sporting-FC Porto para 01 de outubro, dia das eleições autárquicas.

O Diário de Notícias, que cita uma fonte oficial do executivo, destaca que esta iniciativa do Governo "não se aplicará no imediato, para as eleições autárquicas".

"O governo contactou a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) propondo a alteração das datas dos jogos marcados para 01 de outubro: Braga-Estoril (16:00), Sporting-FC Porto (18:00), Marítimo-Benfica (20:15) e Belenenses-Vitória de Guimarães (20:30)", refere o DN.

Segundo o jornal, a LPFP justificou-se ao executivo com explicações que já tinha dado publicamente: Perante a participação de equipas portuguesas em competição europeia na semana anterior, à necessidade de acautelamento do intervalo regulamentar de descanso entre jogos de pelo menos 72 horas, bem como a obrigatoriedade de libertação de jogadores para as seleções nacionais, no dia 02 de outubro".

A Liga sublinhou também que "não podia marcar os jogos para outro dia, adiantando que alterou a data de outros jogos da 8.ª jornada da I Liga e todos da 9.ª jornada da II Liga, por causa do ato eleitoral".

Esta é a terceira vez que a Liga marca jogos em dias de atos eleitorais, depois das eleições legislativas em 2015 e as presidenciais de 2016.

Na terça-feira, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) reiterou que é desaconselhável a realização de eventos como jogos de futebol no dia das eleições autárquicas porque podem potenciar a abstenção.

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) enviou na terça-feira uma carta à CNE, na qual justifica os motivos que levaram a agendar jogos para o dia das eleições autárquicas, em especial o 'clássico' Sporting-FC Porto.

Contactado pela agência Lusa, o porta-voz da CNE, João Tiago Machado, afirmou que, na reunião plenária de terça-feira, a comissão reiterou a posição que havia assumido em setembro de 2015, a propósito da realização de jogos de futebol no fim de semana das eleições legislativas de outubro.

"Não havendo lei que expressamente os proíba, é desaconselhável a realização de eventos desta natureza que, em abstrato, potenciam a abstenção de um número que pode ser significativo de eleitores que, para além dos profissionais envolvidos, se deslocam para fora do local da sua residência habitual", pode ler-se na ata de 08 de setembro de 2015.

+ notícias: Política

Presidente da Liga dos Bombeiros admite cortar relações com o Governo se não houver mais investimento nas corporações

Jaime Marta Soares, Presidente da Liga dos Bombeiros, admite cortar relações com o Governo se não houver mais investimento nas corporações. Duras críticas ao executivo no mesmo dia em que Eduardo Cabrita anunciou que até ao final do ano todos os concelhos considerados de alto risco vão ter equipas de Bombeiros de intervenção permanente.

Capucho regressa ao partido e saúda "matriz social-democrata" de Rui Rio

Lisboa, 19 fev (Lusa) -- O ex-vice-presidente do PSD António Capucho vai regressar ao partido, cinco anos depois de ter a sua militância suspensa, e saudou hoje o "regresso à matriz social-democrata" da liderança de Rui Rio.

Rui Rio aponta fortalecimento da classe média como prioridade

O novo presidente do PSD, Rui Rio, apontou este domingo o fortalecimento da classe média como "o principal foco de ação" de um partido social-democrata, a par do combate à pobreza.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.