Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Tecnoforma: MP arquiva processo que envolvia Passos Coelho e Miguel Relvas

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 set (Lusa) -- O Ministério Público arquivou o processo que envolvia o ex-primeiro-ministro Passos Coelho e o ex-secretário de Estado da Administração Local Miguel Relvas por suspeitas de corrupção, abuso de poder, participação económica e prevaricação, através da Tecnoforma.

A notícia foi avançada pelo site Observador, e confirmada à Lusa pela Procuradoria-Geral da República, referindo o despacho que, em relação «a parte dos factos, os mesmos já se encontravam prescritos três anos antes do seu conhecimento público e da abertura do inquérito pelo Ministério Público».

De acordo com o mesmo despacho de arquivamento, datado de 04 de setembro, divulgado no site do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, e investigadas as suspeitas de eventuais favorecimentos políticos à Tecnoforma, o Ministério Público concluiu que "não existem elementos probatórios suficientes que permitam concluir que a TECNOFORMA tenha, de algum modo, sido favorecida, lícita ou ilicitamente, pela Secretaria de Estado da Administração Local".

No que respeita à utilização de fundos comunitários em ações de formação desenvolvidas pela Tecnoforma no âmbito do Programa Foral, também o DCIAP entendeu não existirem "elementos que permitam imputar à Anafre e à Tecnoforma a prática dolosa de qualquer conduta dirigida a defraudar o património da União Europeia".

"Não permitindo a matéria factual apurada concluir pela existência de conduta criminal, foi determinado o arquivamento dos autos, sem que houvesse lugar à constituição de arguidos", conclui o despacho.

O inquérito foi aberto por ordem da então diretora do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), Cândida Almeida, depois de várias notícias na comunicação social darem conta de alegados favorecimentos à empresa Tecnoforma, ligada a Passos Coelho. Os crimes teriam acontecido quando Miguel Relvas era secretário de Estado da Administração Local, entre 2002 e 2004, mas o inquérito só foi aberto em 2012, era Passos Coelho primeiro-ministro.

JPF// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: País

Motociclista morre em despiste na cidade das Caldas da Rainha

Um homem de 36 anos morreu este domingo num acidente de motociclo na cidade de Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, disse fonte dos Bombeiros Voluntários de Caldas da Rainha.

Incêndio na zona de Badajoz que mobilizou meios portugueses está extinto

O incêndio rural de grandes dimensões que lavrou este sábado na zona de Badajoz (Espanha) e que mobilizou meios portugueses, foi considerado extinto cerca das 15:00, disse à agência Lusa fonte da Proteção Civil.

Ordem dos Médicos averigua acesso indevido a dados de doentes no Hospital do Barreiro

A Ordem dos Médicos vai averiguar a alegada criação de falsos perfis médicos no Centro Hospitalar Barreiro Montijo que permite que profissionais não médicos acedam a processos clínicos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.