Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Projeto tenta recuperar espécie de tartaruga extinta há 150 em Galápagos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Quito, 13 sep (Lusa) -- Um conjunto de investigadores de um programa conjunto de conservação de tartarugas gigantes de Galápagos está a fazer renascer a tartaruga da ilha Floreana, naquele arquipélago equatoriano, dada como extinta há mais de 150 anos.

A notícia foi divulgada no 'website' da organização não-governamental Galápagos Conservancy que, juntamente com a Direção Nacional do Parque de Galápagos, coordenam a 'Iniciativa para a restauração das tartarugas gigantes' e que iniciaram um programa de reprodução para recuperar a extinta tartaruga de Floreana (Chelonoidis niger, chamada recentemente C. elephantopus).

Esta tartaruga desapareceu da ilha Floreana há cerca de 150 anos, devido à exploração do arquipélago por baleeiros e piratas que consumiam carne de tartaruga.

Este programa de reprodução baseou-se numa década de investigação e de análises genéticas a tartarugas encontradas no vulcão Wolf, na ilha Isabela.

Em novembro de 2015, os investigadores presentes numa expedição ao vulcão tiveram como missão de encontrar e tirar amostrar ao maior número de tartarugas, bem como transferir um conjunto dessas tartarugas ao Centro de Tartarugas Fausto Llerena na ilha de Santa Cruz.

A investigação procurou identificar nessas análises ascendência das tartarugas das ilhas Floreana e Pinta, duas espécies de tartarugas que foram extintas das suas ilhas natal.

Análises genéticas de 150 tartarugas (144 do vulcão e seis já em cativeiro) permitiram identificar 127 com níveis variados de ascendência da tartaruga Floreana. Durante a expedição, 32 dessas tartarugas foram transportadas para o Centro, das quais tinham realmente essa ascendência.

Um grupo de investigadores da Universidade de Yale reportou estes resultados no jornal Scientific Reports -- Nature a 13 de setembro de 2017.

"Este é um dos avanços mais empolgantes da 'Iniciativa para a restauração das tartarugas gigantes'. Recuperar, mesmo que parcialmente, a população da extinta tartaruga Floreana era impensável há poucos anos. E agora vamos ver isso a acontecer", afirmou Linda Cayot, coordenadora do projeto.

Com os resultados preliminares conseguidos pela Universidade de Yale, foram definidos em março quatro grupos de reprodução de tartarugas, cada um dos quais com três fêmeas e dois machos. Em aproximadamente cinco anos, a prole desses grupos será distribuída pela ilha Floreana.

SP // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Mais de meio milhão de pessoas assinam petição pela manutenção da Uber em Londres

Mais de 500 mil pessoas exigem que o regulador dos transportes públicos da capital britânica, Transport For London (TfL), revogue a decisão de não renovar a licença de operação em Londres da empresa norte-americana Uber.

"Um dos piores anos" de fogos em França representa um décimo da área ardida em Portugal

O ano de 2017 está a ser um dos "piores" no combate aos fogos florestais em França com 20.900 hectares de área ardida, um valor muito aquém dos quase 210 mil hectares ardidos em Portugal este ano.

Vice-presidente da UNITA diz que Portugal "verga" sempre perante Angola

O vice-presidente da UNITA, Raúl Danda, considera que Portugal se tem "vergado" nas relações com Angola, colocando-se numa "situação de verdadeira dependência" e defende que falta um olhar "de igual para igual".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...