Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Rei de Espanha diz que Constituição prevalecerá sobre a desunião

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Madrid, 13 set (Lusa) -- O rei Felipe VI de Espanha mencionou hoje pela primeira vez a crise política desencadeada pelo plano da Catalunha de realizar um referendo sobre a independência, dizendo que a Constituição, que proíbe a secessão, "prevalecerá".

Falando na cerimónia de entrega dos Prémios Nacionais de Cultura 2016, Felipe garantiu que a Constituição "prevalecerá sobre qualquer falha" da "convivência em democracia" e que "os direitos de todos os espanhóis serão preservados" face "aqueles que se colocam fora da legalidade constitucional e estatutária".

Esta foi a primeira intervenção pública do rei espanhol desde que o parlamento da Catalunha aprovou a lei do referendo para permitir a consulta sobre a independência da região, que o governo regional anunciou para 1 de outubro.

Felipe sublinhou que a "convivência democrática" foi "um grande triunfo coletivo que é irrenunciável", tratando-se de "uma aspiração alcançada após muitos sacrifícios e esforços e graças ao compromisso e generosidade de todos".

"Essa convivência, numa democracia constitucional como a nossa, só é possível se as leis que a regulam e organizam forem cumpridas pelos cidadãos e pelas instituições", insistiu.

O governo espanhol está a tentar travar nos tribunais o planeado referendo, tendo como suporte último a Constituição.

O Tribunal Constitucional espanhol suspendeu na terça-feira a lei regional que prevê a transição da Catalunha para um Estado soberano, enquanto aprecia a constitucionalidade dessa norma, segundo a imprensa espanhola.

Os independentistas defendem que cabe apenas aos catalães a decisão sobre a permanência da região em Espanha, enquanto Madrid se apoia na Constituição do país para insistir que a decisão sobre uma eventual divisão do país tem de ser tomada pela totalidade dos espanhóis.

PAL (FPB) // ANP

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Morreu Charles Manson, um dos criminosos mais famosos dos Estados Unidos

Um dos criminosos mais famosos dos Estados Unidos Charles Manson, líder de uma seita que nos anos 1960 matou várias pessoas, morreu com 83 anos no domingo à noite, anunciaram responsáveis da administração penitenciária da Califórnia.

Ministro das Finanças angolano diz que tem sido a tutela a detetar casos suspeitos

Luanda, 20 nov (Lusa) - O ministro das Finanças angolano, Archer Mangueira, garantiu hoje que foi o próprio ministério a detetar e participar às autoridades casos suspeitos de desvio de fundos públicos, classificando como difamatórias informações que o apontam também como alvo das investigações.

PR angolano exonera comandante da polícia e chefe da secreta militar

Luanda, 20 nov (Lusa) - O Presidente angolano exonerou hoje o comandante-geral da Polícia Nacional, Ambrósio de Lemos, e o chefe da secreta militar, general António José Maria, nomeando respetivamente, para os mesmos lugares, o comissário-geral Alfredo Mingas e o general Apolinário José Pereira.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS