Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

VW rejeita hipótese de deslocalizar produção da Autoeuropa e confia em solução para outubro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Frankfurt, Alemanha, 13 set (Lusa) - O presidente executivo da marca Volkswagen (VW) espera uma solução em outubro para o conflito laboral existente na fábrica da Autoeuropa e afasta a hipótese de transferir a produção do novo modelo T-Roc de Palmela.

"Sim, definitivamente", respondeu Herbert Deiss à questão colocada num encontro com jornalistas portugueses sobre outubro ser a data para chegar a uma solução entre trabalhadores e a administração da Autoeuropa em relação ao trabalho ao sábado para assegurar a produção do novo modelo da marca.

No salão automóvel de Frankfurt, na Alemanha, Herbert Deiss garantiu que o construtor "não está a considerar outras opções" para a produção do T-Roc, realçando que seria "muito dispendioso alterar o local de fabrico".

"Podemos vender tantos carros (T-ROC) quantos Portugal puder produzir", acrescentou o dirigente, notando os planos de descontinuar a produção de veículos menos atrativos.

No encontro com jornalistas em Frankfurt, promovida pela marca alemã, o CEO da VW recordou a conversa que já teve com o ministro da Economia, Caldeira Cabral, garantindo que "todas as partes têm muito interesse chegar a um acordo".

PL // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Cerca de 70% das casas de porteira em Lisboa e Porto foram vendidas ou arrendadas

A Loja do Condomínio (LDC), que administra 6.800 condomínios em Portugal com 170.000 proprietários, revelou este domingo que cerca de 70% das casas de porteira dos condomínios em Lisboa e no Porto já foram vendidas ou arrendadas para habitação.

Banco BPI vai fechar mais três balcões no final de junho

O Banco BPI vai fechar mais três balcões no final deste mês, localizados no Norte e Centro do país, há semelhança do que já fez em meses anteriores, segundo informação interna a que a Lusa teve acesso.

Mediadores imobiliários consideram "urgente" aumento da construção nova em Lisboa e Porto

A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) considerou este sábado "urgente" o aumento de 'stock' no mercado imobiliário em Lisboa e no Porto, através de construção nova, para que haja um "equilíbrio de preços".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.