Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Portugal coloca 850 ME em Obrigações do Tesouro a 10 anos a juros mais baixos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 13 set (Lusa) - Portugal colocou hoje 850 milhões de euros em Obrigações do Tesouro (OT) a 10 anos à taxa de juro de 2,785%, inferior à verificada no anterior leilão comparável de julho (3,085%), foi anunciado.

Segundo a página da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) na Bloomberg, a procura atingiu 1.747 milhões de euros, o dobro do montante colocado.

No anterior leilão de OT com maturidade a 10 anos, que ocorreu em 13 de julho, o IGCP colocou 685 milhões de euros a uma taxa de juro média de 3,085%, superior à de 2,851% do leilão com o mesmo prazo realizado anteriormente.

Esta é a segunda ida ao mercado para financiamento de longo prazo do terceiro trimestre deste ano. No leilão de OT de julho, Portugal arrecadou um total de 1.000 milhões de euros (685 milhões de euros a 10 anos e 315 milhões de euros a 28 anos).

No programa de financiamento do terceiro trimestre, o IGCP previa a emissão de OT através da combinação de sindicatos e leilões, sendo esperadas colocações de 1.000 a 1.250 milhões de euros por leilão.

No que diz respeito ao financiamento de curto prazo, a agência espera emitir ainda até 1.750 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro (BT), a 20 de setembro.

MC (SP) // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Presidente da República espera défice de 1,5% para este ano

O Presidente da República disse esta sexta-feira que Portugal vai poder cumprir o défice de 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) estabelecido como meta pelo Governo para 2017, congratulando-se com as "boas notícias" para a economia agora divulgadas.

Atualizado 23-09-2017 12:19

Calçado "sem género" português foi à conquista de Milão

A Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado acompanhou até Milão 96 empresas portuguesas. O Porto Canal descobriu empresas que seguiram a moda do sapato "sem género", um produto que tanto dá para homens como para mulheres. O mercado da moda agénero tem ganho espaço em todo o mundo e Portugal não fica atrás nas tendências.

Défice desce para 1,9% do PIB no primeiro semestre

O défice orçamental foi de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre deste ano, uma diminuição face aos 3,1% registados no período homólogo, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...