Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Portugal com maior subida mensal da UE na produção industrial em julho

| Economia
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 13 set (Lusa) - Portugal registou, em julho, o maior crescimento mensal da produção industrial (1,9%), tendo o indicador aumentado 0,1% na zona euro e baixado 0,3% na União Europeia (UE), segundo o Eurostat.

Já face ao mês homólogo de 2016, a produção industrial aumentou 3,2% na zona euro e 3,1% nos 28 Estados-membros.

Entre os 24 Estados-membros para os quais há dados disponíveis, Portugal registou a maior subida em cadeia (1,9%), seguindo-se a Irlanda (1,8%) e a França (0,6%).

Os dados do gabinete oficial de estatísticas da UE mostram que os maiores recuos mensais da produção industrial se observaram na República Checa (-9,8%), na Hungria (-4,1%), em Malta e na Eslováquia (-3,3% cada).

Na variação em cadeia, as maiores subidas no indicador foram observadas na Eslováquia (9,2%), na Letónia (8,9%) e na Roménia (7,6%).

As baixas mais marcantes registaram-se na Irlanda (-9,2%), na Dinamarca (-3,1%) e em Malta (-1,7%).

Em Portugal, a produção industrial aumentou, em termos homólogos, 5,2%.

IG // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Presidente da República espera défice de 1,5% para este ano

O Presidente da República disse esta sexta-feira que Portugal vai poder cumprir o défice de 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) estabelecido como meta pelo Governo para 2017, congratulando-se com as "boas notícias" para a economia agora divulgadas.

Atualizado 23-09-2017 12:19

Calçado "sem género" português foi à conquista de Milão

A Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado acompanhou até Milão 96 empresas portuguesas. O Porto Canal descobriu empresas que seguiram a moda do sapato "sem género", um produto que tanto dá para homens como para mulheres. O mercado da moda agénero tem ganho espaço em todo o mundo e Portugal não fica atrás nas tendências.

Défice desce para 1,9% do PIB no primeiro semestre

O défice orçamental foi de 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro semestre deste ano, uma diminuição face aos 3,1% registados no período homólogo, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...