Jornal Diário Jornal das 13

Furacão Irma: Pelo menos 12 mortos na Florida

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Miami, Estados Unidos, 12 set (Lusa) - Pelo menos 12 pessoas morreram no estado norte-americano da Florida devido à passagem do furacão Irma pela zona nos últimos dias, elevando o número de vítimas para 19 no país, informou hoje o gabinete do governador Rick Scott.

Os últimos números divulgados pelos meios locais na Florida davam conta de sete mortos, e que não figuram na lista de 12 pessoas facilitada pelo gabinete do governador, pelo que o número definitivo de vítimas naquele estado ainda pode aumentar.

Destes 12 casos mortais relacionados com o Irma, seis deveram-se a acidentes rodoviários devido ao mau tempo, quatro pessoas morreram enquanto se preparavam para a chegada do furacão, um eletrocutado e o último de um ataque de coração enquanto tentava ligar um gerador elétrico, descreve a agência noticiosa Efe.

Estas mortes somam-se às três confirmadas no estado da Geórgia, às quatro na Carolina do Sul e às 37 nas Caraíbas, onde o Irma chegou a alcançar a categoria cinco, a máxima da escala Saffir Simpson.

O Irma, qualificado pela Organização Mundial de Meteorologia como o furacão mais forte de sempre no Atlântico, voltou a enfraquecer nas últimas horas e está agora classificado como depressão tropical, avançando na direção noroeste.

Cerca de 6,2 milhões de residentes na Florida continuam sem eletricidade.

Em muitas ilhas das Caraíbas, milhares de pessoas continuam igualmente sem eletricidade e, no caso da ilha franco holandesa de São Martinho (Saint Martin/Sint Maarten), também sem água corrente.

SP (MDR)// ATR

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Mais de mil milhões de pessoas em risco devido a falta de refrigeração

Mais de 1,1 mil milhões de pessoas em 52 países enfrentam riscos significativos por falta de acesso a refrigeração, incluindo a morte, segundo uma perita das Nações Unidas.

Justiça alemã extradita Puigdemont, mas apenas por delito de peculato

O tribunal alemão de Schleswig-Holstein decidiu hoje extraditar para Espanha o ex-presidente catalão Carles Puigdemont por um alegado delito de peculato (desvio de fundos), mas não pelo crime de rebelião, segundo a agência Efe.

Tailândia: Todos os rapazes e treinador retirados da gruta

Todos os 12 jovens jogadores de futebol e o treinador que ficaram há duas semanas encurralados numa gruta no norte da Tailândia estão a salvo, segundo as autoridades tailandesas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.