Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Sérgio Conceição destacou o triunfo “justíssimo” num “jogo difícil”

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

Sérgio Conceição disse-o na antevisão da partida e repetiu-o após o triunfo (3-0) frente ao Desportivo de Chaves, na 5.ª jornada da Liga NOS: “O Chaves é um adversário difícil, com um bom treinador e boas individualidades”.

Foi desta forma que o técnico começou por fazer o rescaldo da quinta vitória consecutiva dos Dragões, que os mantêm no topo da tabela classificativa. Para o técnico portista, esta foi também uma vitória justa, que premiou o muito trabalho dos seus jogadores, que após uma entrada menos conseguida em campo, acabaram por saber reagir e levar de vencida a equipa flaviense. Como pontos positivos, Sérgio Conceição destacou ainda mais 90 minutos sem sofrer e os golos (um de cada) do trio de avançados, que admite ser importante para a confiança.

Vitória difícil, mas justa
“Já sabia que ia ser difícil. O Chaves tem um bom treinador, boas individualidades e é uma equipa que vai seguramente fazer um campeonato tranquilo. Entrámos no jogo de uma forma algo irregular, que não tínhamos preparado, mas sobre isso há também que dar algum mérito ao Chaves. Foi uma equipa muito mais agressiva do que em jornadas anteriores, que bloqueou bem o nosso jogo interior…e nós pecámos um bocadinho na nossa fase de construção. Muitas vezes pensa-se que a culpa de não haver golos é dos avançados, mas não é assim. É mesmo essa primeira fase de construção que muitas vezes falha. E por causa disso nós chegávamos sem critério à última fase de decisão. Apesar de numa oportunidade o Chaves ter podido empatar o jogo, penso que é uma vitória justíssima do FC Porto, até porque nós também desperdiçámos algumas.”

O 11 e a titularidade de Layún
“Quando eu penso nos 11 jogadores que vão jogar de início, penso convicto de que esses 11 estão no máximo das suas capacidades. Não meteria um jogador que estivesse mais cansado para depois queimar uma substituição. Não faz sentido. Quanto ao Layún, posso dizer que tem trabalhado de uma forma fantástica, não foi à seleção, e eu tinha-lhe prometido antes do jogo em Braga que ele iria ser titular. Ficou connosco 15 dias, tal como o quarteto que hoje foi a nossa defesa, o que facilitou em muito o nosso trabalho.”

Baliza continua a zeros
“Não há segredos. Criar oportunidades tem a ver com o nosso início de construção de jogo e não sofrer tem a ver com a primeira zona de pressão que fazemos. É um trabalho de equipa que não podemos dissociar entre defesas e avançados. Hoje criaram-nos uma ou outra oportunidade, mas os adversários também têm qualidade. Obviamente que há coisas a melhorar, mas faz parte do trajeto natural de uma equipa.”

Jogo de quarta-feira não pesou
“Face a este jogo, o jogo da próxima quarta-feira tinha importância zero. Como viram, até tirei o Aboubakar, que não pode jogar na quarta-feira. O nosso foco era este jogo.”

Golos do trio avançado
“Fico contente porque vocês sabem que os avançados vivem de golos. Mas ficaria também contente com um golo de Casillas. Foi bom, fizeram os três golos, mas o importante é ganhar.”

Análise ao vídeoárbitro
“Sou pela verdade desportiva, sempre de acordo com o que é o jogo verdadeiro. Agora também é verdade que ontem ouvi o Vítor Oliveira [treinador do Portimonense] no fim do jogo com o Benfica a dizer que tem que haver um critério bem definido para as decisões do videooárbitro. Estou-me a lembrar que no segundo golo do Braga contra o Benfica não houve videoárbrito, nem linhas, e neste jogo houve. São as tais diferenças de critério. Não fico satisfeito quando estes erros afetam a nossa equipa e nós já tivemos quatro situações de penaltis claros, ditas no dia seguinte por ex-árbitros, em que não houve dúvida ou intervenção de videoárbitro. Há muita coisa a melhorar, mas nós esperemos que seja cada vez melhor.”
Share

+ notícias: FC Porto

FC Porto vence Juventude de Viana por 8-3

O FC Porto Fidelidade chegou à quinta vitória no Campeonato e juntou-se ao trio de líderes invictos da classificação (Sporting, Benfica e Oliveirense), ocupando o primeiro lugar por ter a melhor diferença de golos (44-11). No jogo em atraso da terceira jornada, disputado esta terça-feira, no Dragão Caixa, os campeões nacionais bateram a Juventude de Viana por 8-3. Um resultado que não espelha as dificuldades colocadas pelos vianenses e que foi construído com golos de Rafa (3), Álvaro Morais (2), Reinaldo Garcia, Gonçalo Alves e Ton Baliu.

Pinto da Costa: "Ninguém tem dúvidas que a equipa (FC Porto) joga para ganhar"

Pinto da Costa disse que ninguém pode ter dúvidas de que a equipa do FC Porto "joga para ganhar" e garante que Sérgio Conceição nao apareceu no porto de paraquedas mas sim para criar um futebol positivo,

Vitória de Guimarães é o adversário do FC Porto na Taça de Portugal

O Vitória de Guimarães é o adversário do FC Porto nos oitavos de final da Taça de Portugal, segundo ditou o sorteio realizado na tarde desta quarta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras. O jogo disputa-se no Estádio do Dragão, estando a eliminatória agendada para os dias 12, 13 e 14 de dezembro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS