Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Morreu o bispo do Porto, António Francisco dos Santos

| Norte
Porto Canal com Lusa

O bispo do Porto, António Francisco dos Santos, morreu pelas 09:30 desta segunda-feira, aos 68 anos, vítima de ataque cardíaco, disse à Lusa fonte oficial da Diocese.

De acordo com a mesma fonte, não existem ainda pormenores quanto às cerimónias fúnebres de António Francisco dos Santos, que em 2014 sucedeu a Manuel Clemente, desde 2013 cardeal-patriarca de Lisboa.

 

Nascido a 29 de agosto de 1948, António Francisco dos Santos era bispo de Aveiro quando, em fevereiro de 2014, foi nomeado bispo do Porto pelo papa Francisco.

Francisco dos Santos era natural da freguesia de Tendais, concelho de Cinfães, Viseu.

António Francisco dos Santos foi nomeado bispo auxiliar de Braga em dezembro de 2004 e, dois anos depois, foi indicado para bispo de Aveiro.

Serviu a diocese de Aveiro durante mais de sete anos, nomeadamente durante as celebrações do seu 75.º aniversário de restauração.

António Francisco dos Santos foi nomeado bispo auxiliar de Braga em dezembro de 2004 e, dois anos depois, foi indicado para bispo de Aveiro.

A sua ordenação episcopal ocorreu em março de 2005, na Sé de Lamego.

Foi ordenado padre em dezembro de 1972.

+ notícias: Norte

TAP cancela voo Londres/Porto por falta de tripulação

A TAP cancelou este sábado um voo entre Londres e o Porto, por não ter tripulação suficiente, confirmou à Lusa fonte oficial da companhia aérea, após relatos de passageiros que não puderam voar.

Guardas prisionais protestam em Matosinhos contra as alterações do horário de trabalho

Mais de meia centena de guardas prisionais de várias cadeias do Norte concentraram-se em frente à prisão de Custóias em Matosinhos, em protesto. Contestam a alteração do horário de trabalho que vai entrar em vigor no mês de novembro.

"D'après Fibonacci e as coisas lá fora" mostra artistas portugueses em Serralves

O artista plástico, Pedro Cabrita Reis, reuniu 80 obras datadas de períodos específicos do percurso do pintor Jorge Pinheiro, numa mostra patente na Fundação de Serralves, no Porto. "D'après Fibonacci e as coisas lá fora" dá sequência à obra de artistas relevantes portugueses do século XX.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...