Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Governo dispensa de licenciamento reconstrução de casas afetadas pelos incêndios

Governo dispensa de licenciamento reconstrução de casas afetadas pelos incêndios
| Política
Porto Canal com Lusa

O Governo vai dispensar de licenciamento as obras de reconstrução de habitações afetadas pelos incêndios, disse esta quinta-feira em Pedrógão Grande o primeiro-ministro, António Costa.

"No próximo Conselho de Ministros, vamos aprovar um decreto que visa dispensar de licenciamento as obras todas de reconstrução de casas já pré-existentes", afirmou o primeiro-ministro, durante uma visita, acompanhado do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, à obra de reconstrução de uma habitação na freguesia da Graça, no concelho de Pedrogão Grande, distrito de Leiria.

António Costa adiantou que a dispensa de licenciamento a construções já existentes antes dos incêndios exclui aquelas que estejam localizadas "em algum local onde não fosse permitida a construção".

António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa visitaram duas obras de reconstrução em localidades de Pedrógão Grande, antes de reunirem com autarcas das regiões afetadas pelos incêndios, encontro agendado para o final da tarde em Castanheira de Pera.

+ notícias: Política

Tempo de espera nas urgências vai contar no pagamento da tutela aos hospitais

O pagamento dos serviços de urgência aos hospitais do SNS que os prestem irá levar em conta a percentagem de episódios atendidos dentro do tempo de espera previsto no protocolo de triagem.

Costa elogia candidatura do Porto à EMA e diz que Europa nem sempre escolhe bem

Tunes, Tunísia, 20 nov (Lusa) - O primeiro-ministro elogiou hoje o percurso da candidatura do Porto para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), apesar da derrota, e lamentou que a Europa nestes processos nem sempre faça as melhores escolhas.

Câmara do Porto sempre soube que conseguir sede da EMA era "batalha muito difícil"

Porto, 20 nov (Lusa) -- O presidente da Câmara do Porto, o independente Rui Moreira, assinalou hoje que a cidade entrou "na corrida" para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para ganhar, mas sempre soube que era uma "batalha muito difícil".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS