Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

PIB da zona euro acelera crescimento homólogo para 2,2% no 2.º trimestre

PIB da zona euro acelera crescimento homólogo para 2,2% no 2.º trimestre
| Economia
Porto Canal com Lusa

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro cresceu 2,2% no segundo trimestre face ao mesmo período de 2016 e 0,6% em relação ao trimestre precedente, segundo a estimativa 'flash' do Eurostat divulgada esta quarta-feira.

No conjunto da União Europeia (UE), o PIB no segundo trimestre cresceu 2,3% face ao mesmo período de 2016 e também 0,6% em relação trimestre precedente.

No primeiro trimestre deste ano, o PIB da zona euro tinha registado um crescimento de 1,9% relativamente ao mesmo período de 2016 e 0,5% face ao trimestre anterior.

No conjunto dos 28 países da UE, no primeiro trimestre deste ano o PIB cresceu 2,1% face ao mesmo período de 2016 e 0,5% face ao trimestre precedente.

Em Portugal, o PIB registou uma subida homóloga de 2,8% no segundo trimestre e uma evolução em cadeia de 0,2%, o que compara com 2,8% e 1,0%, respetivamente, no primeiro trimestre.

Por países, a República Checa (2,3%), Suécia (1,7%) e Roménia (1,6%) registaram os crescimentos em cadeia mais altos do PIB de abril a junho, enquanto as maiores subidas homólogas aconteceram na Letónia (4,8%), República Checa (4,5%) e Polónia (4,4%).

+ notícias: Economia

Défice melhora 1.901 milhões de euros até agosto

O défice das administrações públicas foi de 2.034 milhões de euros até agosto, uma "melhoria de 1.901 milhões" face ao mesmo período de 2016, segundo o Governo, que justifica com aumento superior a 4% da receita.

Hospitais e centros de saúde com dívida de mais de 37 ME devido à falta de pagamento de taxas moderadoras

Até julho, os hospitais e centros de saúde tinham uma dívida de mais de 37 milhões de euros devido à falta de pagamento de taxas moderadoras. O valor aumentou desde do fim do ano passado e há até unidades de saúde que estão a permitir o pagamento em prestações das taxas.

Preço do barril Brent sobe 3,8% para 59,02 dólares, máximo desde novembro 2015

Londres, 25 set (Lusa) -- O preço do barril de petróleo Brent, para entrega em novembro, encerrou hoje no mercado de futuros de Londres em alta de 3,8%, para os 59,02 dólares, o seu nível mais alto desde novembro de 2015.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...