Info

Dominado fogo em Ferreira do Zêzere

| País
Porto Canal com Lusa

Ferreira do Zêzere, Santarém, 15 ago (Lusa) - O incêndio, que desde sexta-feira lavra em Ferreira do Zêzere, no distrito de Santarém, foi hoje dominado, de acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANCP).

Este fogo, que na noite de segunda-feira já dava sinais de abrandar, foi dominado às 05:52, indicou à Lusa o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém.

Segundo a página da ANCP, pelas 06:20 continuavam no terreno 156 operacionais e 51 meios terrestres.

Pelas 23:45 de segunda-feira, o Comandante Operacional Municipal de Proteção Civil (COMPC) de Ferreira do Zêzere descreveu à Lusa um cenário de abrandamento das chamas, apesar de ainda existirem "setores ainda muito ativos".

"A situação esteve muito complicada em Dornes, Peralfaia e Rio Cimeiro, onde as chamas chegaram até às casas e aos quintais, mas as habitações foram salvas e só em Rio Cimeiro transferimos algumas pessoas, ao final da tarde, por precaução", disse então Pedro Mendes.

Outro fogo dominado lavrava no distrito de Santarém, no concelho de Abrantes, com 123 operacionais e 33 viaturas no terreno.

O incêndio que mobilizava mais meios esta madrugada localiza-se em Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, onde estão 781 operacionais e 214 meios terrestres.

O segundo maior incêndio, entre as ocorrências importantes destacadas pela ANPC, registava-se também no distrito de Castelo Branco. O fogo, que começou no domingo perto da localidade de Louriçal do Campo, no concelho de Castelo Branco, e se alastrou a território do concelho do Fundão, era combatido por 341 operacionais e 107 meios terrestres.

Outro incêndio é destacado pela ANPC em Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança, encontrando-se dominado desde as 02:01, com 57 operacionais e 20 veículos no terreno.

ISG (MYF) // EJ

Lusa/Fim

+ notícias: País

Federação afirma que enfermeiros "têm estado a ser humilhados" pelo Governo

A Federação Nacional dos Sindicatos dos Enfermeiros (FENSE) e o Ministério da Saúde não chegaram a acordo na última reunião que realizaram. A Federação defende que os enfermeiros "têm estado a ser humilhados" pelo Governo.

Polícia Judiciária faz buscas no MAI e na Proteção Civil por causa do caso das golas anti-fumo

A Polícia Judiciária está quarta-feira a fazer buscas nas instalações do Ministério da Administração Interna (MAI) e na Autoridade Nacional da Proteção Civil, alegadamente por causa do caso das golas antifumo.

Associações de doentes alertam para "realidade assustadora" de falta de medicamentos

Setenta associações de doentes enviaram uma carta ao Infarmed a alertar para a "realidade assustadora" de doentes cujo estado de saúde se tem "agravado" devido à falta de medicamentos nas farmácias e à não aprovação de fármacos inovadores.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.