Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Fogo em Abrantes com pequenas reativações mas sem frentes ativas

| País
Porto Canal com Lusa

Abrantes, Santarém, 12 ago (Lusa) - O comandante dos bombeiros voluntários de Abrantes disse hoje que o incêndio que lavra naquele concelho do distrito de Santarém desde quarta-feira está "sem frentes ativas", apesar de alguns reacendimentos noturnos.

"Durante a noite, o fogo perdeu força, apesar de dois ou três reacendimentos rapidamente resolvidos, e esta manhã o incêndio está sem frentes ativas", afirmou à Lusa António Jesus, tendo acrescentado que a evolução do combate é "bastante favorável" e que o fogo "deve entrar em fase de resolução até às 13:00".

O incêndio, que deflagrou às 18:14 de quarta-feira em Aldeia do Mato, União de Freguesias de Aldeia do Mato e Souto, no concelho de Abrantes, mobilizava por volta das 10:30, um total de 544 operacionais, apoiados por 187 viaturas e um meio aéreo.

"O trabalho no terreno está a ser feito com várias máquinas de rastos, para fazer aceiros, rescaldo, consolidação e vigilância, também com o apoio de meios aéreos, apagando e resolvendo de imediato reacendimentos e pequenos focos de incêndio", disse ainda o comandante dos bombeiros de Abrantes.

A autoestrada 23 (A23), que esteve cortada nos acessos a Rio Moinhos, na zona de Abrantes, foi reaberta às 00:43, segundo fonte da Proteção Civil nacional.

Segundo se podia ler na página da Proteção Civil na internet, cerca das 10:30, estavam cortadas a Estrada Nacional (EN) 3 e a Estrada Municipal (EM) 544.

MYF // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: País

Incêndios: Número de mortos sobe para 44

Duas pessoas feridas com gravidade nos incêndios de domingo morreram hoje de madrugada nos Hospitais de Coimbra, segundo fonte da Câmara de Oliveira do Hospital, onde residiam, o que eleva para 44 o número de mortes nestes fogos.

Feridos em estado grave transportados para hospital após acidente com dois mortos em Almancil

Os três feridos do acidente ocorrido hoje em Almancil, com duas vítimas mortais, foram transportados para o hospital de Faro em estado grave, segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Ordem dos Médicos exige auditoria independente e urgente ao SNS

A Ordem dos Médicos exigiu esta quarta-feira uma auditoria independente e urgente ao Serviço Nacional de Saúde (SNS), na sequência das conclusões de um relatório do Tribunal de Contas sobre o acesso a consultas e cirurgias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"