Jornal Diário Jornal das 13

Pelo menos 35 crianças morrem em três dias num hospital da Índia

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Lucknow, Índia, 12 ago (Lusa) -- Os pais de pelo menos 35 crianças que morreram nos últimos três dias, num hospital no norte da Índia, alegaram que houve falta de fornecimento de oxigénio na ala das crianças.

O juiz do distrito Rajiv Rautela negou que a falha no fornecimento de oxigénio tenha causado as mortes, acrescentando que as crianças morreram de causas naturais, em Gorakhpur, no estado de Uttar Pradesh.

Os pais das crianças, no entanto, disseram que o fornecimento de oxigénio para a enfermaria terminou na quinta-feira à noite e as famílias dos pacientes receberam balões de oxigénio manuais para ajudar as crianças a respirarem.

Rautela disse que o hospital devia 6,8 milhões de rupias (89,6 mil euros) à empresa que fornece o oxigénio.

Algumas das crianças estavam a fazer tratamentos para a encefalite, uma doença que ataca muito as crianças e os jovens subnutridos, sendo arrasadora durante o período das monções.

CSR // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Mais de mil milhões de pessoas em risco devido a falta de refrigeração

Mais de 1,1 mil milhões de pessoas em 52 países enfrentam riscos significativos por falta de acesso a refrigeração, incluindo a morte, segundo uma perita das Nações Unidas.

Justiça alemã extradita Puigdemont, mas apenas por delito de peculato

O tribunal alemão de Schleswig-Holstein decidiu hoje extraditar para Espanha o ex-presidente catalão Carles Puigdemont por um alegado delito de peculato (desvio de fundos), mas não pelo crime de rebelião, segundo a agência Efe.

Tailândia: Todos os rapazes e treinador retirados da gruta

Todos os 12 jovens jogadores de futebol e o treinador que ficaram há duas semanas encurralados numa gruta no norte da Tailândia estão a salvo, segundo as autoridades tailandesas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.