Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Falta de certificação de aeródromo da Maia ameaça Red Bull Air Race no Porto

| Norte
Porto Canal com Lusa

A Red Bull Air Race 2017, agendada para 2 e 3 de setembro, pode não realizar-se dado a Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) não reconhecer ao Aeródromo Municipal da Maia capacidade prestadora de serviços de tráfego aéreo.

A revelação foi feita à agência Lusa pelo diretor do aeródromo, Pedro Barros Prata, depois de no início da semana a ANAC ter informado por carta da decisão de não validar "a repetição da prestação de serviços verificada nas anteriores edições", nas quais o aeródromo funcionou como base operacional da prova.

Na carta a que a Lusa teve acesso, a ANAC lembrou o "regulamento europeu 1070/2009, de 21 de outubro, de prestação de serviços de navegação aérea no céu único europeu" que define dever este "ser este objeto de certificação".

Advertiu a ANAC que a violação do disposto neste artigo "constitui uma contraordenação aeronáutica civil muito grave", facto que motivou Pedro Barros Prata a admitir à Lusa "nada poder fazer para alterar a decisão" da entidade reguladora.

Gerido pela Câmara da Maia e já com "quase todos os aviões que vão participar na prova lá estacionados", segundo o diretor, "não existe nem capacidade financeira nem tempo para dotar o aeródromo da capacidade exigida por lei".

Para que passe a estar certificado, explicou o responsável, o aeródromo de Vilar da Luz teria de possuir "um manual aprovado pela ANAC, investir mais de 200 mil euros em material meteorológico e de comunicação e formar pessoal, o que levaria, entre quatro e seis meses".

"Sem contrapartidas financeiras além da visibilidade que o evento confere ao aeródromo, onde as aeronaves ficariam estacionadas entre treinos e competição", o aeródromo, segundo Pedro Barros Prata, "não tem, de momento, capacidade para um investimento dessa dimensão".

A sexta etapa da Red Bull Air Race 2017 reconhecida pela Federação Aeronáutica Internacional (FAI) como o Campeonato do Mundo da aviação desportiva está marcada para o Porto, nela participando 25 aviões, distribuídos por duas classes: uma para pilotos consagrados (Master Class) e outra para novos talentos (Challenger Class).

A Lusa tentou contactar a assessoria de imprensa da prova mas, até ao momento, esta não se mostrou disponível para comentar o assunto.

+ notícias: Norte

Professor de Chaves é eleito o melhor de Portugal e recebe prémio de 30 mil euros

Um professor de Chaves foi eleito o melhor de Portugal com a conquista do 'Global Teacher Prize'. Jorge Teixeira leciona Física e Química na Escola Secundária Dr. Júlio Martins, e o Porto Canal foi conhecer o Clube do Ensino Experimental de Ciências que fundou há 12 anos e onde vai aplicar o prémio de 30 mil euros.

Rui Moreira diz saber da reativação dos radares na VCI pela Comunicação Social

O presidente da Câmara Municipal do Porto, o independente Rui Moreira, disse ter sabido pela Comunicação Social de que o excesso de velocidade detetado pelos radares da Viatura de Cintura Interna (VCI) vai traduzir-se em multas nas próximas semanas.

Autarquia de Arcos de Valdevez investe 400 mil euros para promover sucesso escolar

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez lançou o projeto 'School 4 All' onde o objetivo é promover o sucesso escolar, desde o jardim de infância até ao ensino secundário. O projeto contou com um investimento de 400 mil euros e uma melhor "educação" e "mais competências" são as premissas do mesmo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.