Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Pedrógão Grande: Autarca de Castanheira de Pera disse que o momento não é para se aproveitarem de desgraças

| Política
Porto Canal com Lusa

Pedrógão Grande, Leiria, 11 ago (Lusa) - O presidente da Câmara de Castanheira de Pera pediu hoje ao primeiro-ministro António Costa para que não se deixe pressionar pelos partidos políticos e adiantou que este não é o momento de se aproveitarem de desgraças.

"Não se importe que o acusem de estar aqui numa feira de vaidades. Venha ao nosso território as vezes que quiser e que puder porque o dia que o deixar de fazer e os seus ministros, vamos ficar esquecidos", afirmou o presidente da Câmara de Castanheira de Pera, Fernando Lopes, em Pedrógão Grande.

O autarca, que falava em representação dos três municípios de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, deixou ainda um desafio a todos os partidos políticos recordando que este não é o momento de se aproveitarem das desgraças.

"Qualquer partido político que se preze deve assumir uma posição construtiva. Que ajudem o Governo, que ajudem a construir, de desgraça estamos nós já fartos. O aproveitamento político numa situação destas é devastador", disse.

O autarca estendeu também este desafio à política local e aos municípios e pediu para que estes "tenham juízo" porque o momento não está para andar com grandes ataques.

Já o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, realçou a "coragem" deste Governo em olhar para os três concelhos, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, concelhos esse que "estavam esquecidos".

O autarca disse que António Costa teve também a "coragem" de deslocar para Pedrógão Grande a Unidade de Missão para a Valorização do Interior (UMVI).

"Novos horizontes se vão abrir. Este Governo comove-me bastante pelo facto daquilo que está a fazer por esta região e por todo o Interior. O senhor [António Costa] é admirado neste momento na nossa região e hoje vai ter a prova disso", frisou.

CAYC // JPF

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Lançamento de material pirotécnico está proibido - António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou hoje que a declaração de calamidade pública com efeitos preventivos em vigor até segunda-feira às 24:00 proíbe a utilização de fogo-de-artifício ou de qualquer outro material pirotécnico.

Marcelo promulga diploma do Governo que decreta hoje dia de luto nacional

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou o diploma do Governo que decreta esta sexta-feira dia de Luto Nacional, em memória das vítimas do acidente no Funchal, segunda a página da Presidência da República na Internet.

Mais 100 patrulhas das Forças Armadas e mais 150 da GNR entre hoje e segunda

O primeiro-ministro anunciou hoje o reforço de todos os meios disponíveis para os incêndios, com o aumento de 40 para 140 de patrulhas de vigilância e dissuasão das Forças Armadas, mais 150 da GNR e dois meios aéreos

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...