Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Administração da Media Capital considera oferta da Meo oportuna e com condições adequadas

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 ago (Lusa) - O Conselho de Administração da Media Capital, que detém a TVI, considerou hoje que a oferta pública geral e obrigatória de aquisição das ações do grupo, anunciada pela Meo, "é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

Num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo refere que "o Conselho de Administração da Media Capital considera que a oferta é oportuna e que as respetivas condições são adequadas".

A Meo, detida pela Altice, anunciou uma oferta pública geral e obrigatória de aquisição constituída pela totalidade das 84.513.180 ações representativas do capital social da Media Capital admitidas à negociação no mercado regulamentado.

O Conselho de Administração do grupo "considera que a oferta não é inoportuna", já que, no seu entender, "não afeta o normal desenvolvimento da Media Capital".

E salienta que foram analisadas avaliações relativas às condições financeiras da oferta que "permitem considerar que a contrapartida de 2,5546 euros por ação da Media Capital "se afigura adequada".

Porém, aponta que, "das 84.513.180 ações representativas do capital social da Media Capital admitidas à negociação no mercado regulamentado Euronext Lisbon (...), apenas 4.485.573 poderão ser objeto de aceitação por parte dos respetivos titulares".

É que a "VERTIX, SGPS, S.A., titular das ações compreendidas nesse intervalo (80.027.607) declarou a sua intenção de não aceitar a oferta", explica a Media Capital.

O seu Conselho de Administração "entende ainda como adequado um eventual aumento ou revisão em alta da contrapartida da oferta, encontrando-se num intervalo de valorização da sociedade visada que se considera razoável e apropriado", acrescenta a informação divulgada na CMVM.

Considera "positiva" a estratégia proposta, nomeadamente no que respeita "à manutenção e reforço da aposta na estratégia digital da TVI e a manutenção e reforço da política de investimento em conteúdos portugueses".

O Conselho de Administração defende ainda que o grupo deve "manter e conservar sempre a independência editorial dos órgãos de comunicação social sob a sua gestão, bem como, assim, a linha e estratégia editoriais que definem o estilo jornalístico e de comunicação seguido" pelo grupo e que o "distinguem" dos restantes órgãos de comunicação social, em Portugal.

Por outro lado, "está confiante de que a entrada da oferente no capital social do Grupo Media Capital terá um impacto positivo para os trabalhadores".

EA // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

REN inaugura novo centro de dados para reforçar segurança da Rede de Telecomunicações

A REN, empresa que tem a concessão das redes de transporte energético em Portugal, inaugurou esta sexta-feira, em Riba de Ave, um novo centro de dados com o objetivo de reforçar a segurança da Rede de Telecomunicações. O investimento de 10 milhões de euros na nova infra-estrutura representa, para o Ministro da Economia, um plano de desenvolvimento e investimento na rede de transportes e eletricidade mais "realista”.

Aerosoles fecha portas de 16 lojas em Portugal e Espanha no final de fevereiro

As 16 lojas da Aerosoles em Portugal e Espanha vão fechar no fim de fevereiro, levando à extinção de mais de 40 postos de trabalho. A confirmação foi dada pela MoveOn, empresa de Esmoriz que detém licença da marca na Europa.

Merkel avisa que solidaridade na UE "não é estrada de sentido único"

Berlim, 17 fev (Lusa) - A chanceler alemã sublinhou hoje que a solidariedade na União Europeia não pode ser "uma estrada de sentido único" e, depois de lembrar os contributos alemães para o orçamento comunitário, apelou à solidariedade no acolhimento de refugiados.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.