Jornal Diário Jornal das 13

Volume de negócios nos serviços acelerou no primeiro trimestre ao aumentar 7,1%

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 ago (Lusa) - O crescimento do volume de negócios nos serviços acelerou no segundo trimestre ao subir 7,1%, quando nos três meses anteriores tinha aumentado 5,1%, enquanto na variação mensal abrandou em junho, anunciou hoje o INE.

"No 2.º trimestre de 2017, as vendas de serviços aumentaram 7,1% (5,1% no trimestre anterior)", refere o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo os dados revelados, na variação mensal, "o índice de volume de negócios nos serviços passou de um crescimento homólogo de 7,0% em maio para 5,9% em junho".

Comparativamente com o mês anterior, o índice de volume de negócios nos serviços registou uma taxa de variação de 3,3% (depois de ter descido 1,3% em maio).

Os índices de emprego, de remunerações brutas e de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas positivas em junho.

No caso do emprego, a subida foi de 3,6% (tinha sido 3,7% em maio), nas remunerações brutas o acréscimo foi 5,5% (4,7% em maio) e nas horas trabalhadas o aumento foi de 4% (3,4% em maio).

As áreas que mais contribuíram para a variação do índice agregado do volume de negócios foram o comércio por grosso (contribuição de 2,3 pontos percentuais), a reparação de veículos automóveis e motociclos e a de transportes e armazenagem (1,5 pontos percentuais) e variações homólogas de 4% e 10,5%, respetivamente (5,8% e 9,9% em maio).

No alojamento, restauração e similares o aumento foi o mais intenso em junho (13,5%) e a maior aceleração face ao mês anterior (2,2 pontos percentuais).

EA// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Portugal é dos países que mais recebe de Bruxelas com quase cinco mil ME de fundos em três anos

Portugal recebeu, nos últimos três anos, quase cinco mil milhões de euros da Comissão Europeia, ocupando o terceiro lugar entre os Estados-membros que mais fundos comunitários receberam, segundo dados divulgados por Bruxelas.

EasyJet vai contestar indemnizações por falta de combustível em Lisboa

A companhia aérea easyJet afirmou hoje que vai contestar as indemnizações que foi obrigada a pagar devido às perturbações pela falha no abastecimento de combustível no aeroporto de Lisboa, tentando "recuperar esses valores" junto das petrolíferas.

Ryanair prevê cancelar até 300 voos diários devido a greve na próxima semana

A companhia aérea Ryanair indicou hoje que prevê cancelar até 300 voos diários na próxima quarta e quinta-feira (dias 25 e 26) devido a perturbações provocadas pela greve de tripulantes de cabine em Portugal, Espanha e Bélgica.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.