Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

AIE revê em ligeira alta procura mundial de petróleo para 2017

| Economia
Porto Canal com Lusa

Paris, 11 ago (Lusa) -- A Agência Internacional de Energia (AIE) reviu hoje em alta a sua previsão de crescimento da procura mundial de petróleo para 2017, antecipando uma subida em 1,5 milhões de barris por dia, para 97,6 milhões de barris diários.

Depois de explicar que no segundo trimestre deste ano "a procura foi consistente", a AIE reviu a previsão da procura mundial para o final deste ano, em mais 0,1 milhões de barris por dia comparativamente à sua anterior previsão, de julho, refere a organização no seu relatório mensal sobre o mercado petrolífero.

Para 2018, o crescimento esperado pela AIE deverá abrandar ligeiramente em 1,4 milhões de barris por dia - montante inalterado em relação ao mês anterior -, para 99 milhões de barris diários.

Os números de referência foram revistos em relação à anterior publicação, sendo que na AIE possui novos dados para o ano de 2015.

A AIE referiu também no seu relatório mensal que há problemas na concretização das promessas de redução da produção petrolífera por parte de alguns produtores de petróleo.

"Haveria mais confiança na sustentabilidade do reequilíbrio (mercado) se alguns produtores envolvidos em acordos de produção não mostrassem sinais de enfraquecimento da sua decisão", assinala a AIE.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e outros países não pertencentes à organização, caso da Rússia, acordaram no final de 2016 reduzir a produção até março de 2018 para diminuir a sua oferta no mercado mundial, tentando, assim, melhorar os preços do barril de crude.

Mas, segundo a OPEP, o cumprimento do acordo está aquém das metas fixadas.

JS// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Seca: Algumas explorações no Alentejo não têm água suficiente para vinha e olival

Lisboa, 18 ago (Lusa) - As condições meteorológicas permitiram a realização dos trabalhos agrícolas, mas em algumas explorações a água disponível é insuficiente para as necessidades de culturas no Alentejo, como vinha e olival, ou para dar de beber aos animais, refere o INE.

Clima económico continua a subir em julho e atividade económica estabiliza em junho

Redação, 18 ago (Lusa) -- O indicador de clima económico em Portugal prosseguiu em julho a subida registada desde o início do ano, atingindo o máximo de 15 anos, e o indicador de atividade económica estabilizou em junho, divulgou hoje o INE.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...