Jornal Diário Jornal das 13

AIE revê em ligeira alta procura mundial de petróleo para 2017

| Economia
Porto Canal com Lusa

Paris, 11 ago (Lusa) -- A Agência Internacional de Energia (AIE) reviu hoje em alta a sua previsão de crescimento da procura mundial de petróleo para 2017, antecipando uma subida em 1,5 milhões de barris por dia, para 97,6 milhões de barris diários.

Depois de explicar que no segundo trimestre deste ano "a procura foi consistente", a AIE reviu a previsão da procura mundial para o final deste ano, em mais 0,1 milhões de barris por dia comparativamente à sua anterior previsão, de julho, refere a organização no seu relatório mensal sobre o mercado petrolífero.

Para 2018, o crescimento esperado pela AIE deverá abrandar ligeiramente em 1,4 milhões de barris por dia - montante inalterado em relação ao mês anterior -, para 99 milhões de barris diários.

Os números de referência foram revistos em relação à anterior publicação, sendo que na AIE possui novos dados para o ano de 2015.

A AIE referiu também no seu relatório mensal que há problemas na concretização das promessas de redução da produção petrolífera por parte de alguns produtores de petróleo.

"Haveria mais confiança na sustentabilidade do reequilíbrio (mercado) se alguns produtores envolvidos em acordos de produção não mostrassem sinais de enfraquecimento da sua decisão", assinala a AIE.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e outros países não pertencentes à organização, caso da Rússia, acordaram no final de 2016 reduzir a produção até março de 2018 para diminuir a sua oferta no mercado mundial, tentando, assim, melhorar os preços do barril de crude.

Mas, segundo a OPEP, o cumprimento do acordo está aquém das metas fixadas.

JS// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Portugal é dos países que mais recebe de Bruxelas com quase cinco mil ME de fundos em três anos

Portugal recebeu, nos últimos três anos, quase cinco mil milhões de euros da Comissão Europeia, ocupando o terceiro lugar entre os Estados-membros que mais fundos comunitários receberam, segundo dados divulgados por Bruxelas.

EasyJet vai contestar indemnizações por falta de combustível em Lisboa

A companhia aérea easyJet afirmou hoje que vai contestar as indemnizações que foi obrigada a pagar devido às perturbações pela falha no abastecimento de combustível no aeroporto de Lisboa, tentando "recuperar esses valores" junto das petrolíferas.

Ryanair prevê cancelar até 300 voos diários devido a greve na próxima semana

A companhia aérea Ryanair indicou hoje que prevê cancelar até 300 voos diários na próxima quarta e quinta-feira (dias 25 e 26) devido a perturbações provocadas pela greve de tripulantes de cabine em Portugal, Espanha e Bélgica.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.