Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Juros da dívida de Portugal sobem a dois e cinco anos e caem a 10 anos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 ago (Lusa) -- Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a subir a dois e cinco anos e a descer a dez anos face a quinta-feira.

Cerca das 09:20 em Lisboa, os juros de Portugal a dez anos estavam a descer para 2,832%, contra 2,833% na quinta-feira e depois de na segunda-feira terem atingido os 2,798%, um mínimo dos últimos 11 meses.

No prazo de cinco anos, os juros estavam a subir para 1,123%, contra 1,122% na quinta-feira e depois de nesse dia se negociarem a 1,119% e terem batido o mínimo de terça-feira (1,133%) que não se verificava desde janeiro de 2016.

A dois anos, os juros também subiam mas para -0,024% contra -0,036% do dia anterior.

Os juros de Espanha desciam em todos os prazos, enquanto os da Grécia subiam em todos os prazos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 09:20:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

11/08......-0,024....1,123......2,852

10/08......-0,036....1,122......2,833

Grécia

11/08......3,151.....4,579......5,479

10/08......3,145.....4,567......5,466

Irlanda

11/08.....-0,548...-0,125......0,707

10/08.....-0,532...-0,113......0,724

Itália

11/08.....-0,222....0,731......2,034

10/08.....-0,235....0,724......2,027

Espanha

11/08.....-0,360....0,233......1,435

10/08.....-0,357....0,238......1,446

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

JS// ATR

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Défice melhora 1.901 milhões de euros até agosto

O défice das administrações públicas foi de 2.034 milhões de euros até agosto, uma "melhoria de 1.901 milhões" face ao mesmo período de 2016, segundo o Governo, que justifica com aumento superior a 4% da receita.

Hospitais e centros de saúde com dívida de mais de 37 ME devido à falta de pagamento de taxas moderadoras

Até julho, os hospitais e centros de saúde tinham uma dívida de mais de 37 milhões de euros devido à falta de pagamento de taxas moderadoras. O valor aumentou desde do fim do ano passado e há até unidades de saúde que estão a permitir o pagamento em prestações das taxas.

Preço do barril Brent sobe 3,8% para 59,02 dólares, máximo desde novembro 2015

Londres, 25 set (Lusa) -- O preço do barril de petróleo Brent, para entrega em novembro, encerrou hoje no mercado de futuros de Londres em alta de 3,8%, para os 59,02 dólares, o seu nível mais alto desde novembro de 2015.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...