Jornal Diário Jornal das 13

Estrada Nacional 2 reaberta mas incêndio em Chaves continua com duas frentes ativas

Estrada Nacional 2 reaberta mas incêndio em Chaves continua com duas frentes ativas
| Norte
Porto Canal com Lusa

O incêndio que deflagrou em Oura, Chaves, mantém duas frentes ativas e está a ser combatido por 349 operacionais e 102 veículos mas a Estrada Nacional 2, que liga Vidago a Sabrosa, já foi reaberta ao trânsito, segundo fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Patrícia Gaspar, adjunta nacional de operações da Proteção Civil, disse à agência Lusa que, por volta das 21h00, não "havia indicação de qualquer situação mais crítica" no âmbito deste incêndio.

O fogo avançou em três frentes, uma das quais está "praticamente dominada", estando os meios a ser reposicionados para o combate nas outras duas frentes.

No combate às chamas estão 349 operacionais e 102 veículos. Os meios aéreos foram desmobilizados com o cair da noite.

Para o local foram mobilizados quatro grupos de reforço: do Porto, de Braga, Força Especial de Bombeiros e Grupo de Intervenção Permanente.

As chamas deflagraram na zona de Oura, concelho de Chaves, e desceram para o concelho de Vila Pouca de Aguiar, aproximando-se da aldeia de Vila do Conde.

A Estrada Nacional 2 (EN2) foi, entretanto, reaberta, tal como outras estradas municipais que ligam Vila do Conde ou Loivos.

Na aldeia de Vila do Conde, a agência Lusa pode constatar que se viveram momentos de alguma preocupação devido à aproximação do fogo, que ainda rodeou alguns quintais, e também por causa do fumo intenso que caiu sobre a localidade.

Luís Dias, membro da direção do Clube de Golfe de Vidago, ficou parado num cruzamento, porque a GNR não o deixou passar para ver como estava o campo, localizado junto à aldeia de Vila Real.

Referiu que durante a tarde, os helicópteros mobilizados para o combate ao fogo foram abastecer nas lagoas do campo de golfe, uma situação que já é usual quando se verificam fogos nesta região.

"Sempre que é possível nós facilitamos", sublinhou.

"O fogo esteve a cerca de 200 metros do campo de golfe. Queria ir ver como está o campo, mas não me estão a deixar passar", sublinhou.

A agência Lusa tentou ouvir os responsáveis locais pela Proteção Civil, mas não foi possível obter qualquer informação sobre o incêndio.

Segundo Patrícia Gaspar, desde as 00:00 de hoje registaram-se, em todo o país, 96 ocorrências de incêndios florestais, que mobilizaram 2.922 operacionais, 755 veículos e 44 missões com meios aéreos.

+ notícias: Norte

"Escaravelho" do castanheiro ameaça produção de castanha em freguesia de Valpaços

Os produtores de castanha continuam preocupados com as pragas nos castanheiros. Na zona de Carrazedo de Montenegro, em Valpaços, que é conhecida como a capital da castanha judia, as atenções centram-se numa praga conhecida como "escaravelho" do castanheiro que seca a árvore e destrói a produção.

Rui Moreira diz que urgente realojar restantes moradores do bairro do Aleixo

Rui Moreira explicou na reunião diz que a decisão de urgência de realojar todos os moradores das três restantes torres do bairro do Aleixo deveu-se à queda inesperada de partes das fachadas dos edifícios. O autarca do Porto adiantou no entanto que pelo menos para já não pretende extinguir o fundo criado em 2009 para resolver o problema do bairro.

Escolas do Norte do país encerradas devido a falta de funcionários

Uma escola em Braga e outra na Póvoa de Varzim não abriram, esta segunda-feira, devido a falta de funcionários. A carência de auxiliares é um dos problemas que está a marcar o arranque do ano letivo, bem como os protestos dos professores e pelos atrasos na entrega dos manuais escolares.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.