Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Ativado Plano de Emergência Municipal em Mangualde

| País
Porto Canal

O Plano de Emergência Municipal foi ativado hoje às 20:15 no concelho de Mangualde, onde lavram dois incêndios com grande intensidade, disse à Lusa o presidente da Câmara, João Azevedo.

De acordo com o autarca, a ativação do Plano de Emergência Municipal já foi comunicada ao secretário de Estado da Administração Interna e à Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), servindo para "colocar todos os meios disponíveis no teatro de operações".

"Há quatro povoações em risco no alto do concelho, mas a situação está tão instável que daqui a 15 minutos o que estou a comunicar agora pode ser diferente. São 50 quilómetros de fogo", referiu, cerca das 20:30.

De acordo com fonte da Câmara de Mangualde, a circulação automóvel foi cortada nos dois sentidos da A25, entre Mangualde e Fornos de Algodres.

"Para já, a alternativa é a Estrada Nacional 16", informou.

Dois incêndios lavram com intensidade no concelho de Mangualde, após terem deflagrado em Abrunhosa-a-Velha e Póvoa de Cervães.

O fogo em Abrunhosa-a-Velha reacendeu-se ao final da tarde, estando às 20:30 a ser combatido por 165 operacionais, apoiados por 50 meios terrestres e um meio aéreo, conforme informa a página da Proteção Civil.

No incêndio em Póvoa de Cervães encontram-se no teatro de operações 241 operacionais, apoiados por 72 meios terrestres e seis meios aéreos.

Estes incêndios deflagraram no domingo cerca das 16:00.

+ notícias: País

Tempo seco vai manter-se até à véspera do dia de Natal

O tempo deverá manter-se seco até ao próximo domingo, véspera de Natal, com céu pouco nublado ou limpo, no qual a probabilidade de ocorrência de precipitação é inferior a 10%, segundo a previsão meteorológica hoje divulgada.

Limitação informática trava consultas no Serviço Nacional de Saúde

Uma limitação no sistema informático está a impedir o cumprimento das regras definidas para agilizar o regime das Consultas a tempo e horas no Serviço Nacional de Saúde. O alerta é da Entidade Reguladora da Saúde que garante que este é um dos principais problemas do sistema de saúde público.

Pedrógão Grande: Sessenta e seis mortos, mais de 250 feridos e 500 casas destruídas

O incêndio que deflagrou há seis meses no concelho de Pedrógão Grande e que alastrou a concelhos vizinhos fez 66 mortos e 253 feridos, sete dos quais graves, destruiu meio milhar de casas e quase 50 empresas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS