Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

PS propõe adiamento da eleição da ERC, conselho de fiscalização das "secretas" e Provedor de Justiça

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 17 jul (Lusa) -- O PS vai propor o adiamento para setembro das eleições para a Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC), Provedor de Justiça e Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República Portuguesa (CFSIRP).

Esta informação, sobre eleições que estão previstas para quarta-feira na Assembleia da República, e que requerem uma maioria de dois terços dos deputados -- ou seja, um acordo entre o PS e o PSD -, foi avançada à agência Lusa por fonte oficial da bancada socialista.

"Estamos a conversar com o PSD de forma a que em setembro seja possível eleger, mediante um acordo conjugado, a ERC, o CFSIRP e o Provedor de Justiça. O presidente da CNE (Conselho Nacional de Educação), tal como a Comissão Nacional Proteção de Dados, deverão ser eleitos por conjugação da maioria de esquerda também nessa data", disse à Lusa a mesma fonte.

No caso do CNE e da CNPD, a eleição requer a maioria absoluta dos deputados em efetividade de funções, ou seja, 116 dos 230, bastando para tal um acordo entre o PS, o BE, o PCP e o PEV.

PMF // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Transportes, emprego e habitação foram os principais temas no debate de Guimarães

Os candidatos à autarquia de Guimarães apresentaram propostas e debateram o atual estado do concelho. A oposição pede uma mudança de ciclo político, o Bloco de Esquerda vai mais longe e diz que os 28 anos de governação socialista trouxeram "medo" à cidade.

Impostos, obras públicas e execução orçamental foram os principais temas no debate de Vila Real

Rui Santos, António Carvalho, Joana Rapazotte, João Paulo Correia e Mário Gonçalves estiveram presentes no Porto Canal a debater essencialmente questões ligadas aos impostos, obras públicas e execução orçamental.

MAI ordena à Proteção Civil auditoria para verificar todas as licenciaturas

O secretário de Estado da Administração Interna ordenou à Autoridade Nacional de Proteção Civil que realize uma auditoria para verificar as licenciaturas de todos os dirigentes e elementos da sua estrutura operacional, que deve estar concluída até dia 25.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...