Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

FC Porto e Pinto da Costa absolvidos do processo 'Apito final'

FC Porto e Pinto da Costa absolvidos do processo 'Apito final'
fcporto.pt
| Desporto
Porto Canal com fcporto.pt

O Conselho de Justiça (CJ) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu, a cinco deste mês, absolver Jorge Nuno Pinto da Costa da infração disciplinar de “corrupção da equipa de arbitragem” no jogo Beira-Mar-FC Porto, disputado a 18 de abril de 2004.

Como consequência da decisão, também a Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD foi absolvida, sendo anuladas todas as penas decididas pela Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) a 7 de maio de 2008: subtração de seis pontos à equipa do FC Porto (com efeito na temporada de 2007/08) e suspensão por dois anos do seu presidente, além de sanções pecuniárias.

A decisão surge na sequência do trânsito em julgado, em 15 de dezembro de 2016, do acórdão do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa que considerou “inexistente” o acórdão do CJ da FPF de 4 de julho de 2008. Uma vez que essa reunião foi tida como nula por motivos administrativos, a matéria disciplinar que nela estava em causa – um recurso das decisões do Apito Final apresentado por Pinto da Costa – mantinha-se por julgar, e por isso voltou a ser apreciada pelo CJ da FPF.

Após novo exame das provas, o Conselho de Justiça decidiu absolver o presidente do FC Porto da acusação de “corrupção da equipa de arbitragem”. Tendo em consideração que “a sociedade desportiva é considerada objetivamente responsável pelos factos praticados diretamente por qualquer dos seus agentes”, também a FC Porto – Futebol, SAD foi absolvida das sanções impostas pela Comissão Disciplinar da Liga.

Com esta decisão, fica reposta a verdade desportiva da edição de 2007/08 da Liga, conquistada pelo FC Porto, no campo, com 20 vinte pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Sporting.

+ notícias: Desporto

Viseu 2001 garante subida à primeira divisão de futsal

No futsal, "o Viseu 2001" garantiu a subida ao principal escalão masculino da modalidade, nesta que era a sua 3ª época. Os viseenses garantiram esta subida a duas jornadas do fim, após vencer "o Caxinas" por 5-3.

Francisco J. Marques afirma que as denúncias anónimas feitas contra o FC Porto “não correspondem à verdade”

Outro dos temas discutidos no Universo Porto - da Bancada, desta terça-feira, foram as denúncias anónimas feitas ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal e tornadas públicas através do Jornal i. Francisco J. Marques garante que nada corresponde à verdade.

Francisco J. Marques afirma "que é o próprio Benfica que vem confirmar um sem-número de acusações que lhe foram feitas”

Francisco J. Marques comentou as recentes notícias avançadas por vários meios de comunicação social sobre uma alegada estratégia de controlo do futebol, do poder político, judicial e dos media. Para o diretor de Comunicação do FC Porto, é o próprio SL Benfica quem acaba por confirmar a estratégia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.