Jornal Diário Jornal das 13

Candidatura PSD/PPM ao Porto lamenta "enorme perda de tempo" em processo da EMA

| Política
Porto Canal com Lusa

Porto, 13 jul (Lusa) -- O candidato da coligação PSD/PPM à Câmara do Porto, Álvaro Almeida, saudou hoje a escolha do Porto para a candidatura à sede da Agência Europeia do Medicamento, lamentando porém a "enorme perda de tempo" causada pelo Governo.

Em comunicado, a coligação "Porto Autêntico" recorda que "inicialmente o Governo do Partido Socialista optou por candidatar a cidade de Lisboa, e só depois de Álvaro Almeida ter colocado a questão no espaço público demonstrando que o Porto é a melhor solução nacional para sediar a EMA (através de nota enviada em 29 de abril) e de as forças políticas e sociais da cidade e da Região se terem pronunciado e feito pressão, o Executivo mudou de posição".

"As razões que justificam esta escolha são inequívocas e são essencialmente as apontadas desde o início pelo nosso candidato. A atitude inicial do Executivo significa apenas uma vez mais que o tique centralista do Estado continua bem vivo e que a unidade demonstrada na defesa da solução agora apontada é o caminho para futuro", acrescenta.

Lamentando que o "Governo tenha esquecido o Porto como candidatura óbvia desde o primeiro momento" a coligação PSD/PPM alerta agora para "a enorme perda de tempo derivada da primeira opção do Governo e também da inércia da Câmara Municipal do Porto que demorou tempo de mais a reagir, o que faz com que o tempo para preparar a candidatura possa não ser suficiente para um bom trabalho".

"A Porto Autêntico coloca-se desde já à disposição do coordenador da candidatura para colaborar em tudo que esteja ao nosso alcance e insta a todos os portuenses para fazerem o mesmo para reforçar as probabilidades de sucesso desta a sua difícil tarefa", assinala.

O Conselho de Ministros decidiu hoje candidatar a cidade do Porto para acolher a sede da Agência Europeia de Medicamento (EMA na sigla em inglês), anunciou hoje a ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques.

No final da reunião do Conselho de Ministros, a ministra da Presidência disse que foi decidido que o Porto é a cidade portuguesa que "apresenta melhores condições para acolher a sede daquela instituição".

"O Porto está mais próximo do centro da Europa, está mais perto do centro da Península (Ibérica)", assinalou por seu lado o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

LIL (SF) // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Distrital do PSD/Porto pede demissão do ministro da Saúde por causa do Infarmed

A direção da distrital do PSD do Porto pediu este sábado a demissão do ministro da Saúde, Adalberto Campos Ferreira, que anunciou a suspensão da transferência do Infarmed para a cidade.

CDS/PP critica Governo por "processo desastrado" com mudança do Infarmed

A presidente do CDS/PP disse este sábado que a decisão do Governo de suspender para já a transferência do Infarmed de Lisboa para o Porto é o desfecho de um processo "mal gerido e desastrado".

Governo remete decisão de transferência do Infarmed para o Porto para comissão na Assembleia da República

A deslocalização do Infarmed para o Porto dependerá da comissão da Assembleia da República que vai acompanhar os processos de descentralização dos serviços públicos, anunciou hoje o ministro da Saúde.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Olá Maria!

Trend(i) - diferentes tipos de bolsas...

N'Agenda

Exposição 'Amor com amor...