Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Pedrogão Grande: Marcelo quer evitar, para já, "frente" da discussão de falhas

| País
Porto Canal com Lusa

Góis, Coimbra, 19 jun (Lusa) - Pela terceira vez em dois dias, o Presidente da República pediu que não se arranje "mais uma frente" de combate, com a discussão sobre o que fazer para evitar incêndios como o que começou em Pedrógão Grande.

Primeiro na sua mensagem ao país, no domingo, e hoje, por duas vezes, na sua segunda visita à zona afetada pelos incêndios, pediu para que essa "reflexão" se faça mais tarde.

A fórmula foi idêntica em Avelar (Ansião) e em Cernache do Bonjardim, com Marcelo a pedir que não se faça a discussão por enquanto.

"Estamos no momento de combate em que, a pouco a pouco, vamos conseguindo controlar a situação", disse o chefe de Estado, pedindo que não se junte "mais uma frente" à "frente" de combater as chamas e apoiar as vítimas.

Depois, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa em Avelar, mas também em Cernache, haverá "todo o tempo do mundo para falar de causas, reflexões".

De críticas, Rebelo de Sousa respondeu com um sorriso quando uma jornalista lhe perguntou se não se chateava quando o criticavam por ir distribuir beijos.

Nestes momentos de dor, "os afetos ou chamem-lhe o que quiserem", são necessários.

NS // ZO

Lusa/fim

+ notícias: País

53 mil hectares arderam na região centro

Os cinco grandes incêndios que deflagraram no sábado na região centro do país consumiram quase 53 mil hectares, segundo dados provisórios divulgados hoje à agência Lusa pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Incêndio em Pedrógão Grande destruiu fábricas e deixou mais de 200 no desemprego

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, disse hoje à agência Lusa que o incêndio que deflagrou no sábado também provocou mais de 200 desempregados no concelho.

Cerca de 90% dos administrativos e alguns inspetores do SEF em greve - sindicato

Cerca de 90 por cento dos trabalhadores não policiais do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e alguns inspetores estão hoje em greve, segundo o primeiro balanço do Sindicato dos Funcionários do SEF (SINSEF).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS