Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Câmaras municipais de Estarreja e Albergaria-a-Velha alvo de buscas da PJ

| Política
Porto Canal com Lusa

As câmaras municipais de Estarreja e Albergaria-a-Velha, em Aveiro, foram esta segunda-feira alvo de buscas da Polícia Judiciária, informaram fontes das duas autarquias.

Segundo o presidente da Câmara de Estarreja, a PJ levou "alguns documentos" da câmara. Já fonte de Albergaria-a-Velha referiu não ter sido levado "nada de especial".

Estas duas autarquias juntam-se às de Matosinhos, Gondomar e Oliveira de Azeméis, que foram também alvo de buscas pela PJ durante o dia de hoje.

No âmbito da operação "Ajuste Secreto", foram detidos o presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Isidro Figueiredo, e do ex-presidente Hermínio Loureiro, por suspeitas de crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, peculato e tráfico de influência.

A Polícia Judiciária do Norte anunciou hoje, em comunicado, que deteve sete pessoas por suspeitas de crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, peculato e tráfico de influência, numa investigação que dura há um ano e que envolveu 31 buscas, designadamente a cinco câmaras municipais e cinco clubes locais de futebol.

Entre os detidos estarão ainda, segundo fontes ligadas ao processo, empresários relacionados com o setor da construção civil e o presidente da concelhia do PSD de Oliveira de Azeméis, Francisco Oliveira, que teria as funções de secretário na câmara.

Já entre os cinco clubes de futebol alvo de buscas policiais estão, segundo a PJ, o União Desportiva Oliveirense, Atlético Clube de Cucujães e Futebol Clube Macieirense.

Segundo a PJ, os detidos, que estão hoje a ser ouvidos nas instalações do Porto, serão terça-feira presentes ao Tribunal de Santa Maria da Feira para interrogatório.

Cerca de 90 elementos da Polícia Judiciária e vários magistrados do Ministério Público participaram na operação "Ajuste Secreto" que envolveu 31 buscas domiciliárias, designadamente a cinco câmaras municipais e cinco clubes locais de futebol.

"A investigação permitiu até ao momento a obtenção de fortes indícios da existência de relações privilegiadas entre os suspeitos que, ao longo do último ano, têm visado a realização de diversas obras em diferentes localidades, manipulando as regras de contratação pública", lê-se no comunicado enviado hoje às redações.

Os detidos têm idades compreendidas entre os 40 e os 60 anos, sendo um autarca, um ex-autarca, um funcionário camarário e os restantes empresários de profissão e serão presentes a primeiro interrogatório judicial à competente autoridade judiciária para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, antigo secretário de Estado do Desporto e Juventude e antigo presidente do Conselho Metropolitano do Porto, renunciou em dezembro de 2016 ao mandato de presidente da câmara de Oliveira de Azeméis (eleito pelo PSD), não avançando com nenhuma razão em concreto para justificar a sua decisão.

Numa nota dirigida ao município, Hermínio Loureiro escreveu "que é muitas vezes mais importante saber sair da cena política, do que a ela se apresentar".

+ notícias: Política

Autarca de Vila Real quer ir até Bruxelas denunciar aplicação dos fundos comunitários

O presidente da Câmara de Vila Real apelou hoje à união dos autarcas do Douro para denunciaram em Bruxelas a aplicação do quadro comunitário, porque disse ser "dolorosamente evidente" que vai agravar a divergência entre os territórios nacionais.

Miguel Cadilhe pede "coragem política" para mudar o interior

O antigo Ministro das Finanças, Miguel Cadilhe, pede "coragem política" para mudar o interior. O apelo surge no dia em que foi apresentado como coordenador do Movimento pelo interior.

Centeno diz ser altura de "recolher benefícios" de esforços

O ministro das Finanças e recém-eleito presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, afirmou ser altura de "recolher benefícios" dos esforços realizados em anos de crise económica e de concluir a união bancária.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS