Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Ministério da Educação tenta evitar greve fazendo novas promessas

Ministério da Educação tenta evitar greve fazendo novas promessas
| Política
Porto Canal

O Ministério da Educação enviou na semana passada aos sindicatos dos professores, um documento onde realiza novas promessas de forma a evitar a greve agendada para a próxima quarta-feira, avança este segunda-feira o Diário de Noticias (DN).

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, pediu uma reunião urgente para esta segunda-feira,  dia em que mais de 260 mil alunos começam os exames nacionais.

No documento datado de dia 14 de junho, que resulta do "compromisso assumido nas reuniões com as estruturas sindicais de registar a calendarização das matérias objeto de discussão para as quais existe a garantia de concretização por parte do Ministério da Educação", a equipa de Tiago Brandão Rodrigues elenca já uma série dessas "matérias”, avança o DN.

O Ministério termina o seu “calendário de compromissos” indicando que se vai manter “disponível para diálogo com os parceiros, quer no quadro da implementação e operacionalização de novas medidas quer no quadro do esclarecimento de medidas implementadas”.

+ notícias: Política

Morais Sarmento, Elina Fraga e David Justino na comissão política de Rui Rio

David Justino, Elina Fraga, Isabel Meireles, Manuel Castro Almeida, Nuno Morais Sarmento e Salvador Malheiro são os nomes indicados pelo novo líder do PSD, Rui Rio, como vice-presidentes da Comissão Política Nacional.

António Costa pede limpeza das florestas para que 2017 não se repita

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou este sábado, em Caminha, que o trabalho de limpeza das florestas "é essencial" para prevenir os incêndios e pediu a colaboração de todos para Portugal "não voltar a ter um verão como o de 2017".

Passos Coelho diz que "não é fácil bater a geringonça, mas é preciso bater a geringonça"

O presidente cessante do PSD, Passos Coelho, defendeu esta sexta-feira que "não é fácil bater a geringonça, mas é preciso bater a geringonça", num discurso em que elogiou o contributo do CDS-PP, que pode voltar a ser "importante no futuro".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.