Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Pedrógão Grande: Costa avalia consequências do incêndio em Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 18 jun (Lusa) - O primeiro-ministro está a visitar áreas afetadas pelo incêndio de Pedrógão Grande, estando pelas 18:00 no município vizinho de Figueiró dos Vinhos, depois de já ter passado por Castanheira de Pera, concelhos do distrito de Leiria.

Fonte oficial do Governo disse à agência Lusa que estas deslocações de António Costa tem como principal objetivo preparar o plano de resposta do Estado face às consequências do incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande e que já fez 61 mortos.

Nestas deslocações, o líder do executivo tem estado acompanhado pelos ministros do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, e da Agricultura, Capoulas Santos.

Após ter estado reunido ao início da tarde com autarcas e bombeiros em Pedrógão Grande, onde se inteirou da situação "de forma a coordenar a resposta a dar às populações atingidas", António Costa seguiu para Castanheira de Pera e depois para Figueiró dos Vinhos, onde se encontra neste final da tarde.

"O primeiro-ministro tem transmitido mensagens de solidariedade às populações afetadas e tem tido várias reuniões com autarcas, com representantes das corporações de bombeiros e com elementos locais da Proteção Civil. O principal objetivo do primeiro-ministro é preparar o plano de resposta para o pós-incêndio", salientou a mesma fonte do executivo.

Na rede social Twitter, o primeiro-ministro escreveu que nas reuniões que tem mantido "a prioridade é a salvaguarda de vidas humanas, controlar os focos de incêndio e apoiar as populações vítimas deste flagelo".

PMF // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Miguel Guimarães diz que a solução para os atestados médicos está nas mãos do Governo

Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, afirma que a solução para a emissão os atestados eletrónicos, que permitem renovar a carta de condução, por parte dos médicos está nas mãos do Governo e já está atrasada "pelo menos dois meses".

BE adverte que travar plantação de eucalipto está agora nas mãos das autarquias

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) afirmou hoje que o trabalho para travar a plantação do eucalipto “não está feito”, advertindo que compete agora às autarquias decidir que áreas podem ter, ou não, essa espécie.

Caldeira Cabral diz que todas as empresas que gerem emprego são bem-vindas

O Ministro da Economia diz que todas as empresas que gerem emprego são bem-vindas em Portugal. Caldeira Cabral respondeu assim ao cofundador da Altice, que se queixou que o Governo "não vê a importância" do investimento do grupo francês em Portugal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS