Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Presidente da Câmara de Pedrógão afirma que mais de 95% da floresta do concelho ardeu

Presidente da Câmara de Pedrógão afirma que mais de 95% da floresta do concelho ardeu
| País
Porto Canal com Lusa

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Antunes, disse este domingo à agência Lusa que 95% da floresta ardeu e que, ao nível de infraestruturas, o concelho está "a zero".

"Não há uma previsão [da área ardida], mas para mim ardeu tudo. Temos mais de 95% da floresta ardida. O concelho ardeu", afirmou.

O autarca adiantou ainda que o concelho de Pedrógão Grande ficou "a zero" ao nível das infraestruturas na sequência do incêndio que deflagrou sábado e alastrou para os concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, causado pelo menos 61 mortos.

"Com o calor, as máquinas de rasto arrancaram-nos o alcatrão", frisou.

Já em relação à vinda do primeiro-ministro António Costa a Pedrógão Grande, Valdemar Antunes mostrou-se sensibilizado: "O primeiro-ministro veio trazer o apoio do Governo. Não foi só o primeiro-ministro. Foi uma das coisas que me comoveu. O Governo está consciente da gravidade da situação", concluiu.

O fogo, que causou pelo menos 61 mortos e mais de 50 feridos, deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, Pedrógão Grande, e alastrou-se aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações e deixando-as isoladas.

De acordo com a informação divulgada na página na Internet da ANPC, as chamas mobilizavam às 16:45 de hoje 782 operacionais, 242 veículos e seis meios aéreos.

+ notícias: País

Trabalhadores do Infarmed assinalam aniversário vestidos de luto contra ida para o Porto

Dezenas de trabalhadores do Infarmed assistiram hoje às cerimónias do 25.º aniversário deste instituto vestidos de negro, em protesto contra a anunciada deslocalização para o Porto, manifestando-se dispostos a provar que a medida é um erro.

Sismo de 4,9 com epicentro a oito quilómetros de Arraiolos sentido em Portugal continental

Um sismo de magnitude 4,9 na escala de Richter com epicentro a cerca de oito quilómetros Norte-Nordeste de Arraiolos foi hoje sentido em Portugal continental, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

População de Tondela consternada com tragédia depois dos incêndios de outubro

População de Tondela consternada com tragédia deste sábado à noite que provocou oito mortos e 38 feridos num incêndio e recorda os incêndios de outubro

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.