Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Presidente da Câmara de Pedrógão afirma que mais de 95% da floresta do concelho ardeu

Presidente da Câmara de Pedrógão afirma que mais de 95% da floresta do concelho ardeu
| País
Porto Canal com Lusa

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Antunes, disse este domingo à agência Lusa que 95% da floresta ardeu e que, ao nível de infraestruturas, o concelho está "a zero".

"Não há uma previsão [da área ardida], mas para mim ardeu tudo. Temos mais de 95% da floresta ardida. O concelho ardeu", afirmou.

O autarca adiantou ainda que o concelho de Pedrógão Grande ficou "a zero" ao nível das infraestruturas na sequência do incêndio que deflagrou sábado e alastrou para os concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, causado pelo menos 61 mortos.

"Com o calor, as máquinas de rasto arrancaram-nos o alcatrão", frisou.

Já em relação à vinda do primeiro-ministro António Costa a Pedrógão Grande, Valdemar Antunes mostrou-se sensibilizado: "O primeiro-ministro veio trazer o apoio do Governo. Não foi só o primeiro-ministro. Foi uma das coisas que me comoveu. O Governo está consciente da gravidade da situação", concluiu.

O fogo, que causou pelo menos 61 mortos e mais de 50 feridos, deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, Pedrógão Grande, e alastrou-se aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoações e deixando-as isoladas.

De acordo com a informação divulgada na página na Internet da ANPC, as chamas mobilizavam às 16:45 de hoje 782 operacionais, 242 veículos e seis meios aéreos.

+ notícias: País

Milhares de sites ensinam crianças a fingirem doenças para faltar às aulas

Milhares de páginas na internet ensinam truques às crianças para enganar os pais e faltar às aulas: fingir dores de barriga, inventar problemas de pele ou fazer vomitado falso são algumas das dicas.

Farmacêuticos do SNS desmarcam greve de três dias

Os farmacêuticos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) desmarcaram este sábado a greve de três dias que começava no domingo, devido ao acordo alcançado hoje com o Ministério da Saúde, anunciou o sindicato do setor.

Portugal vai ter meios aéreos de combate a incêndios durante todo o ano

O Governo quer equipas de intervenção permanente em todos os corpos de bombeiros no próximo ano. Esta novidade foi avançada esta sexta-feira, em Baião, e surge numa altura em que também se ficou a saber que Portugal vai ter, pela primeira vez, meios aéreos de combate a incêndios florestais durante todo o ano.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.