Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Mais de 1.600 bombeiros em combate aos cinco principais fogos em Portugal

Mais de 1.600 bombeiros em combate aos cinco principais fogos em Portugal
| País
Porto Canal com Lusa

Mais de 1.600 operacionais, apoiados por cerca de 500 viaturas e 18 meios aéreos, combatiam, pelas 15h50, os cinco principais incêndios que lavravam em Portugal continental, nos distritos de Leiria, Castelo Branco e Coimbra.

De acordo com a informação divulgada na página da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), na internet, o fogo que deflagrou no sábado, em Pedrógão Grande, distrito de Leiria, e que provocou 61 mortos, era o que mobilizava mais meios, sendo combatido por 766 operacionais, 237 veículos e seis meios aéreos.

Estes são mais dois meios áereos do que os registados pelas 12h00.

Ainda em Leiria, na freguesia de Maçãs de Dona Maria, concelho de Alvaiázere, um incêndio mobilizava no terreno 106 elementos de organizações de socorro, 30 veículos e um meio aéreo.

No distrito de Coimbra, o incêndio mais forte era em Álvares, concelho de Góis, que estava a ser combatido por 375 operacionais, apoiados por 113 veículos e seis meios aéreos.

No mesmo distrito, na freguesia de Espinhal, concelho de Penela, eram 174 os operacionais que combatiam as chamas, acompanhados por 53 veículos e dois meios aéreos.

Na freguesia de Orvalhos, concelho de Oleiros, distrito de Castelo Branco, eram 182 bombeiros, com 56 viaturas e três meios aéreos que tentavam controlar o fogo que deflagrou no sábado à tarde.

Em fase de resolução continuava o fogo em Ferreira do Zêzere, distrito de Santarém, que deflagrou no sábado, às 20:09, numa zona de floresta.

Apesar de estar em resolução, denominação que a proteção civil atribui a incêndios que já não apresentam perigo de propagação além do perímetro já atingido, este continua a mobilizar 181 bombeiros e 47 viaturas.

No total de Portugal continental, pelas 15:15, a Proteção Civil dava conta da existência de 51 fogos, 14 em curso, 32 em conclusão e cinco em resolução.

No total, estes fogos mobilizavam 2.605 operacionais, 764 viaturas e 26 meios aéreos.

+ notícias: País

A25 cortada nos dois sentidos entre Viseu e Mangualde devido aos incêndios

A autoestrada A25 encontra-se cortada nos dois sentidos entre Viseu e Mangualde, devido a um incêndio em mato que deflagrou hoje à tarde, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Fogo de Vila Velha de Ródão destruiu flora que pode levar 200 anos a recuperar

A associação ambientalista Quercus disse hoje que o incêndio que atingiu o monumento natural de Portas de Ródão, no concelho de Vila Velha de Ródão, destruiu flora única, como o zimbro, que pode levar 200 anos a recuperar.

Circulação restabelecida na A23, 1.600 operacionais no terreno

A circulação rodoviária na A23 foi completamente restabelecida ao início da manhã de hoje depois de ter estado cortada por causa dos incêndios que no total mobilizam mais de 1.600 operacionais e contam com reforço espanhol.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS