Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Passos Coelho cancela todas as iniciativas partidárias previstas para esta semana

Passos Coelho cancela todas as iniciativas partidárias previstas para esta semana
| Política
Porto Canal com Lusa

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, cancelou este domingo todas as iniciativas partidárias para esta semana devido à tragédia ocorrida no incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande e que fez pelo menos 58 mortos.

O PSD informa em comunicado que Passos Coelho, que já tinha cancelado as iniciativas previstas para hoje, cancelará também as iniciativas partidárias previstas para o resto da semana.

Na segunda-feira, por exemplo, o presidente do PSD teria iniciativas partidárias em Coimbra e iria apresentar, ao final da tarde, a candidatura de Fernando Seara à Câmara Municipal de Odivelas.

O PSD salienta que Passos Coelho já havia manifestado pesar e solidariedade pela evolução da situação trágica em Pedrógão Grande, durante um evento partidário que decorria em Ansião, na noite de sábado.

Nessa ocasião, o líder do PSD deixou ainda uma mensagem de apreço e reconhecimento ao trabalho dos bombeiros no combate a um incêndio de proporções e consequências trágicas e de que não há memória.

"Agora é o tempo das autoridades atuarem, não é o tempo dos políticos", afirmou no sábado Passos Coelho, sublinhando "toda a confiança" no papel dos agentes de Proteção Civil, bombeiros e autoridades centrais e locais envolvidas no combate às chamas.

Num novo balanço do incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, registam-se 58 mortos, disse este domingo, pelas 12h00, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

+ notícias: Política

Governo tem previstas mil ações de preservação da orla costeira entre 2020 e 2030

O Governo tem previstas mil ações de preservação da orla costeira entre 2020 e 2030. A Secretaria de Estado do Ordenamento do Território visitou, na passada segunda-feira, três destas intervenções que se estão a realizar em Vila Nova de Gaia.

Vila Real e Paços de Ferreira: os opostos no que toca a pagar aos fornecedores

A Direção-Geral das Autarquias Locais apresentou um ranking que demonstra que em Portugal cerca de um terço das autarquias demoraram, em 2017, mais de um mês para pagar aos fornecedores. Um dos destaques positivos na região Norte vai para Vila Real, que demora apenas um dia a pagar aos fornecedores, já no lado oposto, está a autarquia de Paços de Ferreira que em 2017 demorava, em média, cerca de dois anos a pagar.

Assunção Cristas preocupada com os cortes previstos para áreas como a agricultura

Assunção Cristas diz que o Governo não está a fazer tudo o que pode para negociar o melhor Orçamento possível da Comissão Europeia. A presidente do CDS-PP, que esteve em Viana do Castelo na pssada segunda-feira, onde decorrem as jornadas parlamentares, mostra-se preocupada com os cortes previstos para áreas como a agricultura.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.