Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Polícia moçambicana registou 64 casos de sequestro em dois anos

| Mundo
Fonte: Agência Lusa

Maputo, 05 dez (Lusa) - A polícia moçambicana registou 64 casos de sequestro entre julho de 2001 e setembro de 2013, anunciou hoje o ministro do Interior de Moçambique, Alberto Mondlane.

Falando no parlamento, Mondlane considerou que os sequestros são um fenómeno novo "que chocaram profundamente a sociedade moçambicana, mas defendeu como "satisfatório" o trabalho da polícia na sua resolução.

"Mais casos serão levados a tribunal", prometeu o ministro, sem mencionar o facto de entre seis pessoas condenadas recentemente por sequestros estarem três polícias.

"As investigações mostram que o motivo para estes crimes é a acumulação fabulosa de dinheiro", disse Mondlane, que acrescentou: "Há redes de crime organizado que penetraram os sistemas financeiro, policial e judicial".

Números compilados pela Lusa referem que desde setembro foram raptadas onze pessoas, entre as quais quatro portugueses, estando um deles ainda em cativeiro.

LAS // VM

Lusa/Fim

twitter facebook Google plus Whatsapp imprimir

+ notícias: Mundo

Mais de um milhão de britânicos já subscreveu petição para realização de segundo referendo

Mais de um milhão de britânicos já assinaram uma petição ao Parlamento para realizar um segundo referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE), depois da vitória do 'brexit' numa primeira consulta na quinta-feira.

Ingleses podem ser impedidos de contratar talentos como Ronaldo, Henry ou Martial

O referendo que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia poderá mudar as regras de contratação de futebolistas estrangeiros e deixar de fora jogadores de topo.

Ultranacionalistas dinamarqueses felizes, esquerda pede referendo

Os ultranacionalistas dinamarqueses, aliados do Governo liberal minoritário, congratularam-se hoje com a vitória da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) no referendo de quinta-feira, enquanto o quarto maior partido, à esquerda, pediu uma consulta semelhante.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS