Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Merkel exige mais coordenação internacional para a próxima epidemia global

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Berlim, 19 mai (Lusa) -- A chanceler alemã Angela Merkel desafiou hoje os países do G20, em particular os mais industrializados, a aprenderem com os falhanços no combate às epidemias do vírus do ébola e do zika e melhorar a colaboração para enfrentar o próximo surto contagioso.

Merkel intervinha na reunião de ministros da Saúde dos países do G20, que se celebra hoje e sábado em Berlim sob presidência alemã e que reúne neste fórum as economias mais avançadas e as potências emergentes.

A reação face à crise do ébola na África ocidental em 2014 foi "tardia, lenta e descoordenada", considerou a chanceler, numa alusão à reação internacional então evidenciada, e assinalando que "seria cínico não extrair as lições" correspondentes com o objetivo de enfrentar em melhores condições a próxima crise sanitária global.

Num mundo cada vez mais globalizado é "urgente" uma melhor coordenação contra estas "ameaças globais" porque as doenças contagiosas "não de detêm nas fronteiras nacionais".

Merkel advertiu que seria uma "falha grave" não fazer o suficiente para enfrentar com melhores condições o próximo surto.

A dirigente alemã considerou que a Organização Mundial de Saúde (OMS) se afirmou como o coordenador internacional dos esforços nesta área, mas carece de mais apoio material, humano e financeiro, em particular por parte das economias mais avançadas.

Os países industrializados, sublinhou ainda, têm uma "responsabilidade especial" neste aspeto.

A Alemanha anunciou hoje que, para além dos 13 milhões de euros que forneceu ao Fundo contingente para emergência (CFE) da OMS, que a converte no maior doador global deste instrumento, prevê ainda canalizar mais 35 milhões de euros para a organização mundial.

Merke também pediu à Argentina, que em 2018 vai exercer a presidência do G20, que não retire da agenda o tema da saúde global.

Sete ONG manifestaram-se frente ao centro de congressos onde decorreu esta reunião do G20 e exigiram mais recursos para a investigação destinada a combater doenças como a malária ou a tuberculose.

PCR // PJA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Pelo menos 23 mortos em ataque contra autocarro de cristãos coptas no Egito

Pelo menos 23 pessoas morreram e 25 ficaram feridas hoje no Egito num ataque de homens armados a um autocarro que transportava cristãos coptas, informou o porta-voz do Ministério da Saúde, Khaled Mujahid.

Ex-primeiro-ministro grego Lucas Papademos ferido em explosão de engenho

O antigo primeiro-ministro grego, Lucas Papademos, ficou hoje ferido com gravidade após a explosão de uma carta armadilhada no interior do seu carro, que circulava no centro de Atenas, segundo autoridades locais.

Presidente do Brasil revoga decreto que autorizava uso de militares nas ruas de Brasília

O Presidente do Brasil, Michel Temer, revogou hoje um decreto que autorizava o uso de tropas das Forças Armadas em Brasília.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS