Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Parlamento agrava multas a quem estacionar em lugares de deficiente

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 19 mai (Lusa) -- O parlamento aprovou hoje dois projetos do BE que agravam as multas para o estacionamento abusivo em lugares reservados a deficientes e obriga as entidades públicas a ter estacionamento gratuito para estas pessoas.

Os textos finais dos projetos do Bloco de Esquerda foram aprovados por unanimidade pela Assembleia da República.

Para os bloquistas, a melhor forma de "acautelar os direitos destas pessoas" e garantir que "não continuam a ser alvo de abuso" é "consagrar com força de lei a obrigatoriedade de que as entidades públicas destinem lugares de estacionamento gratuitos para pessoas com deficiência".

Com a lei, estipula-se que as entidades públicas que não disponham de estacionamento para utentes devem assegurar a disponibilização na via pública de lugares reservados para pessoas com deficiência.

Noutra lei, altera-se o Código da Estrada para que passe a ser considerada "uma contraordenação grave a paragem e estacionamento em lugares reservados a pessoa com deficiência" por "quaisquer outros veículos que não os conduzidos por pessoa habilitada para tal".

A Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência determina que "os Estados Partes tomem medidas eficazes para garantir a mobilidade pessoal das pessoas com deficiência com a maior Independência possível".

NS (HN) // ZO

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Segurança Social prestou 7.400 atendimentos e atribuiu 4ME em apoios às vítimas dos incêndios

A Segurança Social prestou, entre 15 de outubro e 31 de dezembro, quase 7.400 atendimentos às vítimas dos incêndios da região Centro e atribuiu 63 mil euros em apoios imediatos e 3,9 milhões de euros a seis mil agricultores.

Unir o partido e enfrentar o momento positivo do Governo são alguns desafios do novo líder do PSD

Enfrentar um Governo em tempos de crescimento económico e unir o partido são apenas alguns dos desafios que o novo líder Social-Democrata vai ter que enfrentar. Desafios ao qual se soma o combate eleitoral das legislativas em 2019.

Santa Casa da Misericórdia de Lisboa rejeita entrar "sozinha" no Montepio

Lisboa, 15 jan (Lusa) -- O provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) afirmou hoje que a instituição, se entrar no capital da Caixa Económica Montepio Geral (CEMG), não avançará "sozinha", indicando que várias Misericórdias têm manifestado interesse em investir.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.