Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Ministro diz que não há novos casos e apela para vacinação de profissionais de saúde

Ministro diz que não há novos casos e apela para vacinação de profissionais de saúde
| País
Porto Canal com Lusa

O ministro da Saúde indicou hoje que não há novos casos de sarampo confirmados e apelou aos profissionais de saúde para se vacinarem contra a doença caso não estejam ainda imunizados.

Portugal tem até ao momento 21 casos de sarampo confirmados, um dos casos levou à morte, na quarta-feira, de uma jovem de 17 anos.

"Queremos reforçar aos portugueses a tranquilidade que procurámos transmitir logo no primeiro dia. Passados oito dias, acabámos por ser informados pelo Instituto Ricardo Jorge de que não há mais nenhum caso positivo e esta é uma boa notícia. Não quer dizer que não possam ocorrer mais alguns, mas é uma boa notícia", afirmou Adalberto Campos Fernandes aos jornalistas.

O ministro falava no final da cerimónia que assinalou a colocação de equipamentos de rádio do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) no Hospital de Santa Maria.

Sobre o facto de alguns profissionais de saúde terem contraído sarampo e alguns não estarem vacinados, Campos Fernandes disse que a "recomendação forte" do Ministério é de que façam a vacina.

"As administrações regionais de saúde estão a mobilizar-se para que as crianças que não tenham a vacina e profissionais que estejam sub-imunizados ou não tenham feito a vacina poderem fazê-la", indicou, adiantando que a Autoridade Nacional do Medicamento adquiriu um 'stock' adicional de 200 mil vacinas.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, que geralmente é benigna, mas pode ter consequências mais graves e até levar à morte.

A vacinação é a única forma de prevenção contra a doença, sendo que está imunizado também quem já teve a doença.

As vacinas são gratuitas e fazem parte do Programa Nacional de Vacinação.

+ notícias: País

53 mil hectares arderam na região centro

Os cinco grandes incêndios que deflagraram no sábado na região centro do país consumiram quase 53 mil hectares, segundo dados provisórios divulgados hoje à agência Lusa pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Incêndio em Pedrógão Grande destruiu fábricas e deixou mais de 200 no desemprego

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, disse hoje à agência Lusa que o incêndio que deflagrou no sábado também provocou mais de 200 desempregados no concelho.

Cerca de 90% dos administrativos e alguns inspetores do SEF em greve - sindicato

Cerca de 90 por cento dos trabalhadores não policiais do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e alguns inspetores estão hoje em greve, segundo o primeiro balanço do Sindicato dos Funcionários do SEF (SINSEF).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS