Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Volkswagen paga 2,8 mil milhões de dólares nos EUA por emissões poluentes

| Economia
Porto Canal com Lusa

Detroit, Estados Unidos, 21 abr (Lusa) - O fabricante automóvel alemão Volkswagen (VW) foi condenado a pagar 2,8 mil milhões de dólares (2,6 mil milhões de euros) nos Estados Unidos pela manipulação de emissões poluentes nos veículos com motores 'diesel'.

A sentença foi divulgada hoje pelo juiz Sean Cox, depois de a Volkswagen e o Departamento de Justiça norte-americano terem mantido negociações que culminaram num acordo que já previa esta sanção.

No início de março, o construtor automóvel declarou-se culpado, num tribunal de Detroit, de conspirar para defraudar milhares de pessoas nos Estados Unidos com a manipulação das emissões poluentes nos veículos com motores 'diesel'.

A declaração de culpabilidade da VW fazia parte do acordo que o grupo alemão alcançou em janeiro com as autoridades norte-americanas para resolver o caso que afetou quase 600 mil veículos com um dispositivo para manipular as emissões poluentes realmente produzidas.

A VW terá ainda de pagar 1,5 mil milhões de dólares (1,4 mil milhões de euros) por importação e venda nos Estados Unidos de veículos manipulados e por fraude aduaneira.

EO // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Metro do Porto lança concurso público de 221 ME para "subconcessão do sistema"

Porto, 23 jan (Lusa) -- O presidente do Conselho de Administração da empresa Metro do Porto lançou hoje um concurso público para a "subconcessão do sistema de metro ligeiro da Área Metropolitana do Porto", com o preço base de 221 milhões de euros.

Líderes europeus instam Comissão a analisar investimentos estrangeiros

Bruxelas, 23 jun (Lusa) - Os líderes da União Europeia instaram hoje o executivo comunitário a analisar os investimentos de países terceiros, como a China, em setores estratégicos na Europa, perante a preocupação de países como a França e a Alemanha.

Euro sobe depois da publicação de vários indicadores nos EUA

Lisboa, 23 jun (Lusa) - O euro subiu hoje e chegou a superar 1,12 dólares, depois da divulgação de vários indicadores considerados dececionantes nos Estados Unidos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS