Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Tribunal de Gaia condena 61 pessoas por tráfico de droga no Grande Porto

| Norte
Porto Canal com Lusa

Vila Nova de Gaia, Porto, 21 abr (Lusa) -- O Tribunal de Vila Nova de Gaia condenou hoje 61 pessoas, 26 delas a penas de prisão efetiva, e absolveu 24 outros arguidos num processo por tráfico de droga no Grande Porto.

As penas de prisão efetiva aplicadas a 26 arguidos oscilam entre um ano e nove meses e dez anos.

Outros 34 arguidos foram condenados a penas entre um ano e seis meses e cinco anos, suspensas na sua execução, havendo também uma pessoa condenada a cumprir 180 horas de trabalho comunitário.

Os arguidos, que estavam divididos em vários grupos, traficaram droga, nomeadamente cocaína e heroína, entre 2012 e 2015 no Grande Porto, sobretudo no Bairro Dr. Nuno Pinheiro Torres.

Entre os suspeitos havia responsáveis pela aquisição da droga, transporte, armazenamento -- sobretudo em casas de recuo -, preparação, embalagem, distribuição e venda.

SYF // JGJ

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Homem fica em estado grave ao ser atropelado em Resende

Um homem com cerca de 50 anos foi atropelado na manhã desta segunda-feira, na rua Quinta do Eido, junto ao centro escolar em S. Martinho dos Mouros, Resende, tendo ficado em estado grave, disse ao Porto Cana fonte dos Bombeiros Voluntários de Resende.

Norte perdeu mais de 135 mil habitantes numa década

A região Norte de Portugal perdeu, entre 2006 e 2016, mais de 135 mil habitantes, sendo que o saldo migratório negativo explica cerca de 83,3% desta perda populacional, conclui o relatório Norte Estrutura hoje divulgado.

Empresas do Norte foram as "mais resilientes" durante a crise

As empresas do Norte apresentaram o melhor desempenho económico a nível nacional entre 2008 e 2015, tendo-se mostrado as "mais resilientes" durante a crise e aquelas que asseguraram o crescimento em Portugal, conclui o relatório Norte Estrutura hoje divulgado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS