Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Filme de Carlos Conceição selecionado para Semana da Crítica de Cannes

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 22 abr (Lusa) - O filme "Coelho Mau", do realizador Carlos Conceição, foi selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cinema de Cannes, em maio, em França, foi hoje anunciado.

"Coelho Mau", curta-metragem de ficção, será exibida em estreia mundial, numa sessão especial.

A Semana da Crítica, cujo júri será presidido pelo brasileiro Kléber Mendonça Filho, decorrerá de 18 a 26 de maio em paralelo ao Festival de Cannes, e foca-se sobretudo em primeiras e segundas obras do cinema internacional, tanto em longa como em curta-metragem.

"Coelho Mau", o único filme português escolhido para este programa, é uma co-produção luso-francesa que "aborda as relações entre dois irmãos, uma mãe ausente e o seu amante, que vacilam entre a iminência da morte e o assombro face aos seus desejos", resume a Agência da Curta-Metragem.

O filme conta com as participações de João Arrais, Julia Palha, Matthieu Charneau e Carla Maciel.

Carlos Conceição regressa à Semana da Crítica de Cannes três anos depois de lá ter apresentado a curta-metragem "Boa Noite Cinderela".

Noutro programa paralelo do festival de Cannes, a Quinzena dos Realizadores, estarão dois filmes portugueses, já anunciados na quinta-feira: "Farpões, baldios", de Marta Mateus, e a animação "Água mole", realizada por Laura Gonçalves e Xá.

SS // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Nove em cada 10 vítimas de violência doméstica não recorre a apoios

Nove em cada dez vítimas de violência doméstica não pedem ajuda ao sistema público de apoio, por desconhecimento, isolamento ou dificuldades no acesso aos serviços, disse à Lusa Elisabete Brasil, da União de Mulheres Alternativas e Resposta (UMAR).

Poluição aumenta devido à seca extrema

As emissões poluentes e os custos da produção de eletricidade dispararam por causa da seca. A associação ambientalista zero está preocupada com as emissões de Dióxido de Carbono e considera que o país deve apostar em energias renováveis.

Seca extrema pode fazer aumentar preços na agricultura

A seca extrema que se verifica no país tem afetado a agricultura e vai provocar um aumento no preço dos produtos. O alerta é do presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal, que disse ainda haver neste momento uma grande apreensão nos empresários do setor.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS