Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Autor do ataque tinha sido detido em fevereiro

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 21 abr (Lusa) -- O autor do ataque de quinta-feira em Paris, reivindicado pelo Estado Islâmico, tinha sido detido em fevereiro por ameaças contra a polícia e mais tarde libertado, disseram hoje à Associated Press duas fontes oficiais francesas.

As fontes falaram à Associated Press (AP) sob anonimato porque não foram autorizadas a pronunciarem-se publicamente sobre o atentado de quinta-feira na capital francesa.

De acordo com as fontes da AP, o autor do atentado tinha sido detido no final do mês de fevereiro após ter verbalizado ameaças contra a polícia, tendo sido posteriormente libertado por falta de provas.

Um polícia foi morto e dois ficaram gravemente feridos na quinta-feira à noite, quando o homem disparou contra o veículo em que seguiam na avenida dos Campos Elísios, no centro de Paris.

O atacante foi morto por outros agentes da polícia francesa.

O ataque de Paris ocorreu a três da primeira volta das presidenciais francesas.

PSP // SB

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Encontrados destroços do avião que caiu domingo no Irão

As autoridades iranianas encontraram destroços do avião que caiu no domingo no sudeste do país, matando as 66 pessoas que seguiam a bordo, revelou um porta-voz da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime.

Sismo de magnitude 6 na escala de Richter no sul do México

Um sismo de magnitude 6 na escala de Richter com epicentro no estado de Oaxaca, no sul do México, surpreendeu esta segunda-feira de madrugada os mexicanos, que já na sexta-feira tinham sido afetados por um abalo de 7,2.

Dezoito reféns libertados e três reclusos baleados em motim em prisão brasileira

Dezoito reféns foram libertados e três reclusos baleados numa operação policial na sequência de um motim numa prisão no estado do Rio de Janeiro, no Brasil, informa o portal de notícias da Globo, G1.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.