Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Organismos da Suíça, França, EUA e Canadá participam na investigação

| País
Porto Canal com Lusa

Cascais, Lisboa, 21 abr (Lusa) -- Organismos da Suíça, França, Estados Unidos da América e Canadá vão participar na comissão de investigação ao acidente aéreo de Tires, em Cascais, que causou cinco mortos na segunda-feira, indicou hoje à agência Lusa o gabinete de investigação português.

"No processo de investigação de segurança ao acidente, o GPIAAF - Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários já está a trabalhar em conjunto com os seus organismos homólogos estrangeiros que imediatamente manifestaram interesse em participar na comissão de investigação", refere uma nota desta entidade.

O GPIAAF contará com a participação dos organismos homólogos da Suíça, enquanto representante do país de registo (matrícula) da aeronave e do piloto; da França, em representação do país da nacionalidade dos três passageiros; dos Estados Unidos (EUA), enquanto representante do país fabricante da aeronave e das hélices; e do Canadá, em representação do país de fabrico dos motores.

Os investigadores suíços, franceses, canadianos e norte-americanos vão colaborar com o GPIAAF "no âmbito das obrigações e tradição de cooperação técnica internacional entre os organismos de investigação de segurança de acidentes, participando ativamente nos trabalhos da comissão de investigação, fornecendo informação necessária e contribuindo com as valências e ações requeridas no seu domínio".

O GPIAAF contará também "com o contributo dos fabricantes da aeronave, motores e hélices".

Ao final da manhã de segunda-feira, uma aeronave Piper PAY2 descolou do Aeródromo Municipal de Tires, concelho de Cascais, com destino a Marselha, com um piloto de nacionalidade suíça e três passageiros de nacionalidade francesa, um casal e uma mulher.

O bimotor Piper, modelo Cheyenne II, da Symbios Orthopedic, empresa especializada em implantes ortopédicos, despenhou-se cerca de dois quilómetros após a descolagem, no parque de descargas de um supermercado LIDL, numa densa área habitacional.

O acidente provocou a morte do piloto, Jean Plé, 69 anos e diretor da Symbios Orthopedic, de Jean-Pierre Franceschi, conhecido cirurgião ortopédico ligado ao mundo do desporto, da sua mulher e de uma amiga de ambos.

A quinta vítima mortal é um camionista português, com cerca de 40 anos, que, aquando da queda da aeronave, se encontrava a descarregar produtos no parque de mercadorias do LIDL, na freguesia de São Domingos de Rana (vila de Tires).

A nota informativa do GPIAAF frisa que os quatro organismos homólogos da Suíça, França, Canadá e EUA têm "larguíssima experiência e competência técnica na investigação de acidentes aéreos", acrescentando "que já participaram noutras investigações" do extinto Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA).

Após a fase de "recolha de evidências no local do acidente e no aeródromo de Tires", os investigadores do setor de aviação civil do GPIAAF, "com o total apoio logístico dos serviços da Proteção Civil de Cascais, procederam à remoção dos destroços da aeronave para as suas instalações segundo os procedimentos estabelecidos nesta matéria", acrescenta a nota.

Os destroços serão mantidos sob custódia do GPIAAF "para efeitos das peritagens e demais análises que se revelem necessárias para a investigação".

O GPIAAF reitera ainda que, "como tem sido prática habitual, brevemente será publicada" na sua página da internet "uma nota informativa sobre o acidente e, no prazo de 30 dias, um relatório preliminar com os factos que tenham sido apurados até à data".

JGS // ROC

Lusa/Fim

+ notícias: País

Falta de pagamento de horas extra deixa ambulâncias paradas

Os técnicos de ambulância do INEM estão no limite. Tudo porque as horas extra não podem ultrapassar os 60% do vencimento base. Ora no espaço de um mês com o Papa em Fátima e o Rally de Portugal, houve serviços que não foram assegurados pelos técnicos, como em Gaia ou Espinho.

Inspetores do SEF dizem que falta de efetivos é "insustentável"

O sindicato que representa os inspetores do SEF disse hoje que estes profissionais estão "sem os meios adequados para corresponder ao aumento exponencial de trabalho e risco" e que a falta de efetivos está a tornar-se "insustentável".

Nove distritos de Portugal continental sob aviso Amarelo devido à chuva

Nove distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso 'Amarelo´ devido à previsão de aguaceiros por vezes fortes e de granizo, acompanhados de trovoada e rajadas fortes, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS