Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Alegado terrorista procurado pela França entrega-se na Bélgica

Alegado terrorista procurado pela França entrega-se na Bélgica
| Mundo
Porto Canal com Lusa

O alegado terrorista que a França procurava por suspeita de ligação ao atentado de quinta-feira na avenida dos Campos Elísios, em Paris, entregou-se hoje à polícia em Amberes, na Bélgica, indicou o Ministério do Interior francês.

O porta-voz do Ministério, Pierre-Henry Brandet, citado pela emissora "France Info", disse que o suspeito tinha sido sinalizado pelos serviços secretos belgas às autoridades francesas depois do ataque de quinta-feira, em que um polícia foi morto e dois ficaram feridos antes de o autor dos disparos ser abatido pelas forças de segurança.

Numa entrevista à rádio Europe 1, Pierre Henry Brandet sublinhara ser "demasiado cedo" para dizer se este homem está "muito ou pouco" ligado aos acontecimentos nos Campos Elísios.

A procuradoria de Paris, que está a investigar o caso, disse entretanto que os investigadores encontraram uma espingarda e facas no carro do atacante.

Um polícia foi morto e dois ficaram gravemente feridos na quinta-feira à noite, quando um homem disparou contra o veículo em que seguiam na avenida dos Campos Elísios, no centro de Paris.

O atacante foi morto por outros agentes da polícia francesa e um transeunte foi também atingido.

"O agressor chegou de carro, saiu. Abriu fogo contra o carro da polícia com uma arma automática, matou um dos polícias", disse fonte policial citada pela AFP.

Uma turista ficou "ligeiramente ferida por bala" durante a troca de tiros, acrescentou outra fonte policial.

O Presidente francês, François Hollande, que convocou um Conselho de Segurança para a manhã de hoje, afirmou que o caso está a ser investigado pela secção antiterrorista da procuradoria de Paris e que as pistas que poderão conduzir a investigação "são de ordem terrorista".

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou já o ataque, através de um comunicado divulgado pelo órgão de propaganda do EI, a Amaq.

"O autor do ataque nos Campos Elísios, no centro de Paris, é Abu Yussef, 'o Belga', e é um dos combatentes do Estado Islâmico", relatou a Amaq.

As autoridades francesas afirmaram que o autor do ataque estava identificado como extremista por ter manifestado a intenção de matar polícias, segundo fontes próximas do inquérito, citadas pela AFP.

O ataque ocorre a três dias da primeira volta das eleições presidenciais em França, em que a segurança é um dos temas em destaque, após vários ataques terroristas no país nos últimos anos.

+ notícias: Mundo

Governo espanhol avança no sábado com suspensão da autonomia da Catalunha

O Governo espanhol convocou para este sábado uma reunião extraordinária para "continuar os trâmites previstos no artigo 155 da Constituição para restaurar a legalidade no autogoverno da Catalunha".

Pelo menos seis mortos e 22 feridos em atentado contra a polícia no Paquistão

Pelo menos seis pessoas morreram e 22 ficaram feridas esta quarta-feira num atentado à bomba contra um veículo policial na cidade paquistanesa de Quetta.

Oposição aprova moção de rejeição contra Programa do Governo timorense

Díli, 19 out (Lusa) - As três bancadas da oposição maioritária no Parlamento Nacional timorense aprovaram hoje uma moção de rejeição do programa do Governo, contra os votos das duas forças que apoiam o executivo e que, se houver segunda moção, pode cair.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"