Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Operacionais vão manter-se hoje no Marão para evitar reacendimentos

Operacionais vão manter-se hoje no Marão para evitar reacendimentos
| Norte
Porto Canal com Lusa

Cerca de 50 operacionais vão manter-se durante o dia de hoje na zona do Marão, Vila Real, para evitar reacendimentos do incêndio que deflagrou na quarta-feira e queimou uma área de pinhal, disse fonte da Proteção Civil.

O segundo comandante operacional distrital de Vila Real, Manuel Borges Machado, disse à agência Lusa que o fogo está em “fase de rescaldo”. No entanto na zona continua a sentir-se o “vento muito forte” e, por isso, salientou que é preciso manter os operacionais no terreno para evitar projeções e reacendimentos.

“É incrível o vento que aqui se faz sentir. O vento abana com os carros. É impossível chegar ao fogo em segurança porque há projeções, as labaredas atingem grandes alturas e torna-se muito complicado combater o incêndio nestas circunstâncias”, descreveu o responsável.

Durante o dia, segundo Borges Machado, vão manter-se no local “pelo menos 50 bombeiros”.

Aquele incêndio deflagrou cerca das 14:30 de quarta-feira, perto da aldeia de Vila Nova, na freguesia da Campeã, e queimou uma “área substancial” de povoamento florestal e mato, chegando a passar para a zona de Amarante.

O Itinerário Principal 4 (IP4) esteve cortado na zona do Alto de Espinho, na serra do Marão, durante várias horas devido ao fumo intenso e para ajudar no posicionamento dos meios para o combate.

A via foi reaberta durante a noite, depois da chuva forte ter ajudado a controlar e a apagar as chamas.

O presidente da Junta de Freguesia da Campeã, António Portela, fala em elevados prejuízos provocados por este fogo, que queimou mata privada e pública, onde havia muitos pinheiros, carvalhos, azevinhos e castanheiros.

“O pulmão desta zona está aqui, na Campeã”, frisou.

As causas do incêndio ainda vão ser apuradas mas, segundo o autarca, este poderá ter tido origem numa queima de sobrantes que se terá descontrolado.

Por isso mesmo, António Portela apelou à população para ter mais cuidado e alertou que os terrenos estão muito secos e há pouca humanidade atmosférica.

+ notícias: Norte

Águas do Norte centra serviços em Vila Real e reorganiza instalações para poupar

O processo de reorganização das instalações da Águas do Norte, cuja sede foi este sábado inaugurada, em Vila Real, vai permitir poupanças à empresa e vai respeitar os direitos dos trabalhadores, disse o presidente do Conselho de Administração.

Direção Geral de Alimentação e Veterinária deteta trichinella em javalis caçados em Trás-os-Montes

A Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) detetou trichinela em javalis caçados em montarias nos concelhos da região de Trás-os-Montes. O consumo de carne dos animais infetados tem risco para a saúde humana por isso todos os javalis abatidos têm de ser submetidos à análise da doença.

Ranking mundial mostra que é mais fácil circular em Lisboa e Guimarães do que no Porto

É no Porto que se perde mais tempo no trânsito... Um ranking internacional revala que conduzir na cidade do Porto à hora de ponta pode ser um verdadeiro teste à paciência dos automobilistas, que ficam muitas vezes bloqueados em longas filas, onde a velocidade de circulação é extremamente baixa.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS