Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Número de concursos e contratos públicos crescem em fevereiro para máximo de três anos

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 20 mar (Lusa) - Os anúncios em Diário da República de concursos e contratos públicos celebrados aumentaram em fevereiro em termos homólogos e mensais para 1.021, o valor mais alto desde janeiro de 2014.

Segundo a síntese mensal da contratação pública do Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC), os 1.021 anúncios totalizam um montante de 457 milhões de euros, dos quais 211 milhões de euros dizem respeito a empreitadas de obras públicas (46%) e 246 milhões de euros a contratos de bens e serviços (54%).

Em termos homólogos, em fevereiro deste ano foram publicados em Diário da República mais 308 anúncios que em fevereiro de 2016 (mês em que foram publicados 713 anúncios).

Em termos de despesa, os anúncios de fevereiro de 2017 representam um acréscimo do custo previsto de 238 milhões de euros face a igual período do ano anterior (457 milhões de euros em fevereiro de 2017 contra 219 milhões de euros em fevereiro de 2016).

Comparando com o mês anterior, em fevereiro foram publicados mais 97 anúncios que em janeiro, o que representa um crescimento da despesa prevista de 21 milhões de euros (457 milhões de euros em fevereiro contra 436 milhões de euros em janeiro).

De acordo com os dados divulgados, dos 9.657 contratos publicados em fevereiro, totalizando os 450 milhões de euros, com o ajuste direto (84%) a representar o procedimento mais utilizado, embora, do ponto de vista da despesa, o peso dos procedimentos concursais se aproxime do dos ajustes diretos.

Comparando com o mês anterior, em fevereiro de 2017 foram publicados menos 2.633 contratos do que em janeiro de 2017 que representam, em termos de despesa, menos 70 milhões de euros.

ICO // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Portugal é o país da zona euro que mais corta dívida pública até 2023

O FMI estima que Portugal consiga reduzir a dívida pública para perto de 105% do PIB até 2023, uma redução superior a 20 pontos percentuais e que é a mais forte da zona euro nos próximos seis anos.

Sindicato dos trabalhadores da função pública exige aumentos salariais

Os sindicatos dos trabalhadores da função pública exigem aumentos salariais. Dizem que as progressões nas carreiras não implicam um aumento real de vencimentos e destacam que os funcionários do Estado há mais de 20 anos que não vêm os salários atualizados de forma justa.

Ryanair assegura que disputa laboral não garante indemnização em voos cancelados

A transportadora aérea Ryanair garantiu esta quarta-feira que o cancelamento de voo devido a disputa laboral não prevê compensação ao abrigo da norma EU261, em resposta a uma informação da empresa AirHelp de há dois dias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.