Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Lu-Olo lidera com 60,03%, quando estão contados 13,07% dos votos

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Díli 20 mar (Lusa) - Francisco Guterres "Lu-Olo", candidato apoiado pelos dois maiores partidos timorenses (Fretilin e CNRT), lidera a contagem dos votos nas eleições presidenciais timorenses com 60,03% dos votos quando estão escrutinados 13,07% dos votos, segundo dados oficiais.

Quando estão concluídas as contagens em 91 dos 696 centros de votação, o segundo candidato com mais apoio é Antonio da Conceição (Partido Democrático) com 29,12% dos votos, segundo informação oficial do Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE).

O processo de escrutínio está a ser bastante lento e, oficialmente, o STAE apenas tem escrutinados 56.362 votos dos quais 55.209 votos válidos num universo de 743.150 eleitores.

Às 22:30 locais Lu-Olo tinha obtido 33.144 votos contra os 16.077 de António da Conceição.

Em terceiro entre os oito candidatos que se apresentaram ao voto de hoje surge José Luis Guterres com 1.551 votos e 2,81%, à frente de Antonio Maher Lopes com 1.319 votos ou 2,39%.

José das Neves obteve 1.219 votos e 2,21%, Luis Tilman 1.085 votos e 1,97%, Amorim Vieira obteve 393 votos e 0,71% e Angela Freitas, a única mulher candidata, obteve 421 votos ou 0,76%.

As urnas encerram às 15:00 locais (06:00 em Lisboa).

ASP // PJA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Merkel vence eleições marcadas por descida do SPD e subida da AfD

A chanceler alemã e líder cristã-democrata, Angela Merkel, ganhou este domingo as eleições gerais, numa jornada marcada pela descida social-democrata e a irrupção da Alternativa para a Alemanha (AfD) como terceira força no Bundestag (Parlamento), de acordo com projeções recentes.

Merkel vence eleições legislativas e extrema-direita é a terceira força política

A CDU da chanceler Angela Merkel venceu as eleições legislativas de hoje com 33,5% dos votos, seguida dos sociais-democratas do SPD e do partido Alternativa para a Alemanha, de extrema-direita, segundo uma sondagem divulgada pela televisão pública ZDF.

(em atualização)

Insultos de Trump tornam ataque contra EUA "mais inevitável", diz Pyongyang

O ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano disse no sábado aos líderes mundiais na ONU que o insulto de Donald Trump ao chamar "rocket man" a Kim Jong Un" torna um ataque cada contra os EUA "inevitável" .

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...