Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Brexit: "Deste lado, está tudo a postos"

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 20 mar (Lusa) -- A Comissão Europeia confirmou hoje ter sido informada por Londres de que a notificação para a saída do Reino Unido da UE chegará em 29 de março e sublinhou que, em Bruxelas, "está tudo a postos" para as negociações.

"Sim, fomos informados com antecedência (da data da ativação do artigo 50 do Tratado de Lisboa). Estamos prontos para começar as negociações, estamos à espera da carta, que agora sabemos que chegará no dia 29. E sim, deste lado tudo a postos", afirmou o porta-voz do executivo comunitário, Margaritis Schinas, na conferência de imprensa diária da Comissão.

Questionado sobre o procedimento, o porta-voz apontou que "o primeiro passo após a notificação será a adoção de diretrizes pelo Conselho Europeu", que pode ser considerada "a reação política", e que terá lugar numa cimeira a ser convocada por Donald Tusk.

"A Comissão Europeia irá então imediatamente adotar uma recomendação para abrir as negociações", o que representará "o mandato legal", após o qual "o Conselho autorizará a abertura das negociações e adotará formalmente o mandato para o negociador da União Europeia, Michel Barnier".

O embaixador britânico para a UE, Tim Barrow, confirmou hoje que a notificação do governo britânico para a saída do Reino Unido da União Europeia - determinada num referendo realizado em 23 de junho do ano passado - será feita em 29 de março, com a entrega de uma carta em Bruxelas.

ACC/IG

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Pyongyang recusa diálogo direto com administração Trump nos próximos 200 anos

A Coreia do Norte garantiu este domingo não dialogará de forma direta com a administração de Donald Trump "nem em 100 ou 200 anos", numa reação às críticas a Pyongyang feitas pelo gabinete do vice-presidente Mike Pence.

Pelo menos 38 mortos em dois atentados na Somália

Pelo menos 38 pessoas foram mortas, na sexta-feira, em dois atentados com carros armadilhados que visavam o palácio presidencial e um hotel da capital da Somália, informaram este sábado os serviços de resgate e policiais somalis.

Trump diz que ideia de armar professores terá forte efeito dissuasor

O presidente dos Estados Unidos reiterou hoje, através do Twitter, a intenção de dar armas aos professores para prevenir tiroteios nas escolas, dizendo que a medida abrangeria docentes com "treino especial" e "solucionaria o problema instantaneamente".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.