Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Plenário do SEF não está a afetar voos no aeroporto de Lisboa

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 20 mar (Lusa) -- O plenário dos inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) para analisar os problemas no setor não está a afetar os voos no aeroporto de Lisboa, adiantou à agência Lusa uma fonte da ANA -- Aeroportos de Portugal.

"Os voos não estão a ser afetados pelo plenário. As companhias aéreas conseguiram reorganizar as coisas colocando alguns voos a chegar mais cedo e outros a chegar mais tarde", adiantou à agência Lusa o porta-voz da ANA, Rui Oliveira.

No domingo a ANA - Aeroportos de Portugal tinha dado conta de que estranhava a hora escolhida para a realização do plenário dos inspetores do SEF, hoje entre as 06:00 e as 08:00, porque coincidia com o período em que eram mais necessários, e antecipava atrasos significativos no aeroporto de Lisboa.

Fonte oficial da ANA justificava com o facto de naquele horário chegarem e partirem a maior parte dos voos internacionais com passageiros que precisam de controlo de passaporte na fronteira, os chamados voos 'não Schengen'".

Hoje em declarações à Lusa, o porta-voz da ANA garantiu que os voos não estão a ser afetados, nem foram registados quaisquer atrasos.

No domingo, o presidente do sindicato que representa os inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), Acácio Pereira, confirmou à Lusa a realização do plenário a partir das 06:00 no aeroporto de Lisboa, justificando o horário com a mudança do turno da madrugada para o da manhã.

Durante o plenário, os inspetores vão analisar a situação no setor, nomeadamente a falta de meios do SEF no aeroporto de Lisboa.

O sindicato que representa os inspetores do SEF realiza hoje uma reunião com a ministra da Administração Interna para discutir a falta de pessoal e de meios naquele serviço de segurança.

A reunião foi pedida pelo Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SCIF/SEF), que há muito alerta para a falta de inspetores no SEF.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras tem atualmente 750 inspetores.

DD (DN/CMP) // SB

Lusa/fim

+ notícias: País

Campanha eleitoral deixa algumas escolas sem professores

Há escolas do interior do país quase sem professores e funcionários, por causa da campanha eleitoral. As dispensas para participar em ações de campanha sao legais, mas condicionam o arranque escolar. No Agrupamento de Cinfães, por exemplo, estao em falta 12 docentes e dois funcionários.

Vacina contra a gripe gratuita para diabéticos e bombeiros

A vacina contra a gripe vai ser este ano pela primeira vez gratuita para os bombeiros e diabéticos, tendo o Estado adquirido 1,4 milhões de doses, mais 200 mil do que no ano passado.

Preço dos quartos para estudantes sobe 40% num ano

Há cada vez mais alunos com dificuldades em encontrar alojamento no Porto a preços acessíveis. O valor por quarto aumentou 40% desde o ano passado, devido à pressão turística e ao aumento de estudantes estrangeiros na cidade.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

"Todos nós estamos desenhados...